acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gasodutos

400 km de gasodutos: uma nova marca para Alagoas

31/03/2016 | 13h23

A orla de Maceió tem 40 km de extensão. Agora imagine uma distância 10 vezes maior do que essa coberta por gasodutos. É o que corresponde ao novo marco dos alagoanos. No primeiro trimestre deste ano, a rede de distribuição de gás natural de Alagoas alcançou 400 km de extensão. De acordo com a Algás, distribuidora alagoana de gás canalizado, ultrapassar essa fronteira representa um vetor estratégico para o desenvolvimento do estado.

“A expansão da rede de distribuição de gás natural impulsionará o desenvolvimento no Estado, aumentando as possibilidades para a instalação de novas empresas em Alagoas. Alcançar os 400 km reforça nosso compromisso em sempre apresentar soluções energéticas para indústrias, estabelecimentos comercias e residências”, afirma Arnóbio Cavalcanti, diretor presidente da Companhia.

A distribuição de gás natural contempla, além de Maceió, os municípios de Penedo, Atalaia, Santa Luzia do Norte, Rio Largo, São Miguel dos Campos e Marechal Deodoro. Na capital alagoana, as tubulações estão presentes em quase todos os seus 50 bairros.

Segundo o gerente de engenharia da Companhia, André Alves, o material usado para transporte do gás natural são os dutos em Polietileno de Alta Densidade (PEAD) e em aço. “Temos um total de 265 km da nossa rede em material de PEAD e outros 135 km em aço”, informa.

Para os próximos dois anos, a Algás pretende ampliar sua rede de abastecimento em mais 100 km. Dentre os projetos em andamento estão: a construção do gasoduto Penedo – Arapiraca, a duplicação do gasoduto Pilar – Marechal Deodoro e o adensamento da rede em Maceió.

“Com a conclusão dessas obras, iremos ampliar a rede de abastecimento de gás natural para outras localidades, buscando sempre atender às demandas das indústrias, comércios e residências”, pontuou André Alves.

 

 



Fonte: Assessoria Algás
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar