Artigo

Como as empresas podem integrar IA nos seus negócios, sendo que 71% das companhias não estão preparadas para isso, por Harold Schultz

Redação TN Petróleo/Assessoria
11/06/2024 16:00
Como as empresas podem integrar IA nos seus negócios, sendo que 71% das companhias não estão preparadas para isso, por Harold Schultz Imagem: Divulgação Visualizações: 1167 (0) (0) (0) (0)

Atualmente, é possível perceber a rapidez com que a Inteligência Artificial (IA) cresce, mas muitas empresas não fazem ideia do potencial que essa tecnologia oferece. As companhias que se adaptarem a trabalhar nesse formato, terão mais chances de se desenvolver e ganhar destaque junto com a IA. Das empresas no país, 71% afirmaram que não estão preparadas para integrar a IA nos seus negócios, com apenas 29% das companhias totalmente preparadas para implantar a tecnologia, é o que indica o primeiro Índice de Preparação para Inteligência Artificial da Cisco.

Podemos perceber que não é apenas um problema que acontece no Brasil. Uma pesquisa recente do Departamento de Censo dos EUA, revelou que apenas 5,4% das empresas americanas utilizam IA, e que 80,9% das companhias não utilizam a tecnologia por considerarem que ela não se aplica ao seu tipo de negócio.

O grande desafio das empresas neste ano, será permitir cada vez mais o uso de IA Generativa dentro dos negócios, pois é uma tecnologia que está avançando em um ritmo acelerado. Ela é capaz de criar textos, imagens, músicas e muito mais, as empresas podem se aproveitar desse recurso para integrá-la com CX, com soluções de bots, chatbots e voice bots, que é uma tendência forte para 2024.

No momento, as organizações que não implementaram o uso da inteligência artificial correm contra o tempo. Enquanto outras empresas se adaptam com a tecnologia e treinam os seus funcionários para trabalharem em conjunto com as novas soluções, outras companhias ainda não começaram esse processo e podem ter os seus negócios afetados negativamente.

Além das empresas implementarem a inteligência artificial nos seus negócios, é importante que elas façam isso de uma maneira eficiente. Por exemplo, com uma integradora, que conte com diversas soluções e parceiros. Contar com uma integradora é saber que o executivo poderá focar 100% em seus negócios, enquanto a empresa desenvolve outros pontos de tecnologia, com aplicações, soluções e aprimoramento. A integração deve ocorrer de uma maneira funcional e principalmente, que não afete outros setores da empresa, por isso é tão importante contar com uma integradora experiente.

Outro ponto que as companhias devem se preparar nessa nova fase, é sobre o desenvolvimento de habilidades dos seus profissionais em sua área de atuação.  Começar a trabalhar com IA de uma hora para outra, pode causar dificuldades para algumas pessoas, assim, o upskilling é importante para o aprimoramento dos funcionários em suas funções.

É necessário que as empresas aproveitem para navegar o “início” desta onda da inteligência artificial capacitando seus profissionais e construindo parcerias sólidas, para que não fiquem atrasadas em relação a outras companhias. Eu costumo dizer para os executivos, se você não está causando a disrupção do seu negócio, alguém está. Por conta disso, a integração da IA deve ser feita da maneira mais funcional possível.

Sobre o autor: Harold Schultz é Chief AI Officer da MakeOne – Consultor renomado em transformação digital e inovação, já realizou treinamento em mais de 150 empresas. Especializado pela FDC, certificação UX Designer pelo NN/g, ExO Sprint Coach pela OpenExa e Conselheiro pela GoNew. 

Mais Lidas De Hoje
veja Também
Sergipe Oil & Gas 2024
Fábio Mitidieri discute com Petrobras novas estratégias ...
23/07/24
Sergipe Oil & Gas 2024
Será inaugurado terça-feira (23/07), o gasoduto que inte...
23/07/24
Sergipe Oil & Gas 2024
Semana do Petróleo, Gás e Energia começa em Sergipe
23/07/24
Apoio Offshore
CBO assina com Equinor para operar PSV Delta Cardinal
22/07/24
Oportunidade
Subsea7 oferece diversas vagas de emprego onshore e offs...
22/07/24
Oportunidade
ICONIC desenvolve banco de talentos exclusivamente para ...
22/07/24
Fenasucro
Brasil terá 20 novas biorrefinarias de etanol de milho n...
22/07/24
Bacia de Campos
Sonda Valaris DS-17 fará a perfuração do projeto Raia no...
22/07/24
Combustíveis
No fechamento do semestre, os combustíveis mais caros fo...
22/07/24
Estudo
Coral invasor é resistente a compostos biocidas usados e...
22/07/24
Etanol
Anidro cai 0,98% após 5 semanas em alta; hidratado fecha...
22/07/24
Petroquímica
Petrobras e Braskem concluem testes de produto químico c...
19/07/24
Terminais
Vast e Vibra fecham acordo de 20 anos para movimentação ...
19/07/24
Gasodutos
SCGÁS: Primeiro semestre de 2024 é marcado por avanços n...
19/07/24
Pessoas
Cristiane Schmidt assume presidência da MSGÁS
19/07/24
Energia Elétrica
Com 5,7 GW instalados, expansão da matriz elétrica brasi...
19/07/24
Certificação
FPSO Bacalhau é primeiro no mundo a receber a notação DN...
18/07/24
Certificação
Porto do Açu Operações recebe certificação internacional...
18/07/24
Premiação
ComBio é premiada com Selo Verde de Sustentabilidade
18/07/24
Evento
Repsol Sinopec lança primeiro desafio para buscar soluçã...
18/07/24
Rio Grande do Norte
Exploração e desenvolvimento das Bacias da Margem Equato...
18/07/24
VEJA MAIS
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.