Zona de conforto: Um prazer amargo

19/10/2022 17:12

(0) (0) (0) (0) Visualizações: 9541

Por mais sedutora que seja a ideia de chegar a um patamar de tranquilidade onde não seja necessário se esforçar, a ideia é utópica e pode prejudicar sua vida profissional.

O sonho de diversos profissionais é chegar a um patamar onde não seja necessário se esforçar para alcançar novos níveis, onde tudo que você já aprendeu seja suficiente, onde você já tenha superado todas as dificuldades e já possua tudo que seja necessário e tudo que você um dia desejou.

No entanto, esse desejo é utópico, é necessário uma evolução constante para se manter estável e competitivo no mercado de trabalho, esse sonhado patamar nada mais é do que a famosa (e temida) zona de conforto.

 A Executive Coach e partner da Sociedade do Saber, Sandra Raphael, explica mais sobre como a zona de conforto pode ser prejudicial para a sua carreira.

 "Evoluir é objetivo de todos e grande desafio, pois exige coragem para tomar decisões e manter o foco no plano traçado, entretanto, resistimos aos convites da própria lei da evolução e fincamos os pés na Zona de Conforto, sem nos auto desafiar. O resultado é a estagnação".

Na zona de conforto não há aprendizado

Apesar de confortável (como o próprio nome sugere), a zona de conforto é um estado de estagnação que lhe joga vários degraus abaixo dos seus concorrentes, pois quando se está na zona de conforto não há aprendizado, como ressalta Sandra Raphael.

 "Toda situação que nos afasta da tão "confortável" zona de conforto é a que mais nos ensina, é através dos grandes desafios e das dores que deixam marcas que evoluímos, nossa consciência se expande e a cada superação nos tornamos uma melhor versão de nós mesmos [...] Contra seu desejo, mas é em seu favor!". 

 "Aceitemos com gratidão e mente aberta a tudo o que chegar, que nosso propósito de sermos cada dia melhores seja infinitamente superior ao comodismo que faz com que adiemos nossas melhores escolhas, que saibamos deixar lugares, pessoas e circunstâncias que já não nos representam".

 A zona de conforto e os líderes: Uma combinação que acaba com sua equipe

Se nas demais categorias a zona de conforto já exerce um papel avassalador, para os líderes, que são o porto seguro de equipes inteiras, ela possui efeitos ainda mais catastróficos.

 "Se você ocupa a posição de líder, seja na empresa ou em qualquer instituição, para os que o seguem como referência ou o obedecem pela hierarquia seu exemplo os arrasta. Lembra do ditado "A palavra ensina, o exemplo arrasta"?".

 "Resistir à mudança, simplesmente por achar que "tudo está bem, por que mudar"? ou "time que está ganhando não se mexe" é obstruir o processo evolutivo de todos.O líder resistente à mudança tem o poder de contaminar pessoas que esperam dele o primeiro exemplo de transformação. Quer progredir? Quebre a inércia!" Reforça Sandra Raphael.

 

Sobre Sandra Raphael: Administradora de Empresas e pós-graduada em Gestão, pela Nova School of Business & Economics – Lisbon, Portugal. Conselheira e Pesquisadora Convidada do Departamento de Ciência e Tecnologia da LUI - LOGOS UNIVERSITY INTERNATIONAL Master Coach certificada pela The International Association of Coaching e SLAC Sociedade Latino Americana e tem Certificação Internacional de Chief Happiness Officer. Fundadora da escola de negócios em Luanda, Angola. Palestrante, treinadora e consultora, especialista em multiculturalidade e interculturalidade. Vasta experiência nos mercados brasileiros, europeu e africano. Autora e co-autora de artigos e case studies sobre a Gestão em Ambiente Multicultural.

Fonte: Redação TN com assessoria

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

20