Professora e aluna da PUCRS participam de evento sobre língua de sinais nos EUA

18/03/2024 17:01

Visualizações: 1180

Entre os dias 2 e 5 de março, a doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Gabriela Heck, em conjunto com professora da Escola de Humanidades Janaina Pereira, participaram do STEM Sign Language Summit na Gallaudet University em Washington, Estados Unidos. O evento realizado pela universidade americana tem como objetivo desenvolver sinais nas áreas da Ciência, Tecnologia, Engrenharia e Matemática. A Gallaudet University é a única universidade no mundo onde a primeira língua é a de sinais e em sua tese de doutorado, Gabriela analisa a inclusão de pessoas surdas no campo científico, compreendendo quais são as influências que a fazem chegar neste espaço. Para a doutoranda, esse evento foi uma grande oportunidade de aprofundar seus estudos do doutorado.  

"Esse evento se relaciona diretamente com minha pesquisa de doutorado, na qual eu abordo a inclusão de pessoas com deficiência no campo científico, e eu estudo especificamente o que influencia essas pessoas a seguirem (ou não) com essas carreiras", destaca Gabriela. 

Além da participação no evento, aluna e professora também apresentaram artigo sobre o processo de criação de um glossário de Sinais Científico em Libras, desenvolvido entre 2019 e 2020. Além do glossário sobre temas científicos, o grupo já desenvolveu materiais também sobre autores das ciências sociais, saúde, área jurídica e sinais religiosos.    

"A professora Janaina me convidou para o Grupo de Estudo e Inovação em Libras para auxiliar na elaboração de um glossário bilíngue de sinais científicos em Libras, que está disponibilizado gratuitamente no Youtube. Até o momento, o glossário científico já tem mais de 200 sinais registrados, contribuindo para a inclusão da comunidade surda na educação básica e Ensino Superior no Brasil e promovendo a disseminação do conhecimento científico de maneira acessível e inclusiva". 

Impacto social e na pesquisa 

Gabriela Heck considera que participar do evento teve um impacto para além da sua pesquisa no doutorado. Para ela, ter a oportunidade de conhecer a única universidade voltada para educação de surdos no mundo foi um capítulo muito importante da sua trajetória no doutorado, e que esse encontro irá servir para trazer muitas ideias, conteúdos e contatos para o desenvolvimento da sua tese.  

"Para além do doutorado, a experiência também poderá trazer contribuições para o projeto que participo junto à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, sobre Mulheres na Ciência, pois pretendo identificar e possivelmente entrevistar mulheres surdas cientistas e compreender ainda mais sobre suas escolhas de carreira e desafios enfrentados por serem mulheres com deficiência em carreiras científicas", elenca. 

Para a professora, essa participação é um impulsionador para maior impacto social dos projetos desenvolvidos pelo Grupo de Estudo e Inovação em Língua Brasileira de Sinais.  

"A nossa participação neste evento fortalece principalmente a base da nossa pesquisa da PUCRS para que possa ser reconhecida mundialmente, além disso atualizar as informações cientificas e acadêmicas para reunir os pesquisadores, estudantes, professores e a Comunidade Surda Brasileira", destaca Janaina. 

Na foto Gabrile Heck e Janaina Pereira

Fonte: Assessoria PUCRS  

Imagem : Arquivo pessoal

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.