Estudo mostra que yoga e meditação melhoram funções do cérebro; professor comenta

27/01/2023 15:20

(0) (0) (0) (0) Visualizações: 10079

Um estudo mostrou que praticar sessões de yoga e meditação podem melhorar as funções e níveis de energia do cérebro. A pesquisa foi realizada na Universidade de Waterloo, no Canadá. O professor de Yoga, quiroprata e terapeuta natural, Francisco Kaiut, explicou que o estudo corrobora com suas pesquisas e trabalhos ao longo dos anos. 


O estudo indica que fazer 25 minutos das atividades por dia pode estimular as habilidades cognitivas relacionadas ao comportamento, e também aumenta a capacidade de controlar julgamentos rápidos estereotipados, ações e pensamentos rotineiros.

Segundo o estudo, o yoga e meditação focam na consciência do cérebro de processar poder num número limitado de atividades, como respirar e se posicionar, e ainda reduz a absorção de informações não necessárias. 

 

"A prática do yoga está completamente ligada à qualidade de vida e a melhora de vários aspectos. Seja em tratamentos pós-cirúrgicos ou até no tratamento de transtornos psicológicos", disse. 


Ainda sobre o estudo, para que houvesse o diangóstico, os cientistas ordenaram que os participantes fizessem 25 minutos de yoga, meditação ou leitura. As pessoas que fizeram os dois primeiros exercícios apresentaram melhor performance do que quem leu.

"Esse estudo demonstrou que o yoga possui mais efeitos positivos para o aumento dos níveis de energia do que a meditação sozinha", disse Kaiut. 

 

Sobre Francisco Kaiut

 

Francisco Kaiut é um professor de yoga, quiroprata e terapeuta natural que dedicou sua vida a encontrar uma abordagem simples e fácil para lidar com os desconfortos no corpo, dores crônicas e ansiedade. Essa busca resultou na criação do Método Kaiut Yoga, um método moderno de yoga que proporciona saúde e bem-estar, especialmente frente aos problemas da vida contemporânea.

 

Fonte: Redação TN com assessoria

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.