Aprendiz Social e Formare Social: 39 jovens prontos para um novo capítulo profissional

01/12/2022 13:10

(0) (0) (0) (0) Visualizações: 9808

Índice de efetivação é superior a 65% nas próprias empresas mantenedoras.

"Um ciclo se encerra, outros caminhos se abrem." Com esse lema, aconteceu no dia 21 de novembro a cerimônia de formatura dos cursos Aprendiz Social e Formare Social, iniciativa da Fundação Siemens que capacita jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Reunindo as duas turmas, suas famílias, voluntários dos programas, profissionais da fundação e executivos das empresas mantenedoras, o evento aconteceu na sede do CIESP de Jundiaí (SP).

Implementado há dez anos, na localidade de Jundiaí, o programa de capacitação profissional da Fundação Siemens chegou à sua décima turma nessa localidade. Estendida em 2020 para a localidade Anhanguera, na cidade de São Paulo, a iniciativa concluiu neste final de 2022 sua segunda turma. Neste ano, foram 26 aprendizes no programa Aprendiz Social (Jundiaí), qualificados como Assistentes Administrativos, e 13 no programa Formare Aprendiz (Anhanguera), com o certificado de Assistentes Administrativos e de Projetos.

 

Nesses dez anos de atividades, os programas têm possibilitado altas taxas de aproveitamento de mão de obra para as empresas mantenedoras da Fundação Siemens. Historicamente, em torno de 65% dos jovens qualificados pelos dois programas continuam nas empresas, em funções de estágio ou efetivados. "A qualificação profissional sem dúvida é o foco mais relevante do programa, mas a vivência dos jovens durante o período do curso vai além da grade curricular, sendo trabalhados diversos temas de importância para a formação dos alunos, como diversidade, saúde mental, segurança financeira, entre muitos outros", aponta Livia Viana, coordenadora do Aprendiz Social, em Jundiaí, que é desenvolvido em parceria com a ESPRO e apoio da Prefeitura Municipal de Jundiaí.

 

Trabalhando com alunos de 18 a 21 anos, os programas atuam justamente na fase de amadurecimento desses futuros profissionais. " É muito gratificante receber pessoas que estão descobrindo uma nova fase da vida e encerrar o ano diante de jovens adultos cheios de sonhos e novas perspectivas", acrescenta Gabriela Mazetti, coordenadora do Formare Social, em São Paulo, mantido em parceria com a Fundação Iochpe.

 

Cercada de emoção e de muito orgulho das famílias, a cerimônia de formatura contou com a participação de executivos das empresas Siemens, Siemens Energy Brasil e Siemens Healthineers, mantenedoras da Fundação Siemens. "Às vezes, só o que uma pessoa precisa é de uma oportunidade, e esses cursos tiveram esse papel para muitos profissionais que hoje fazem parte dos nossos times", comentou Pablo Fava, CEO da Siemens Brasil.

 

"Esses programas ajudam a oxigenar as nossas equipes, proporcionando a chegada de profissionais jovens para atuar junto a outros, com mais experiência, e agregando diversidade à nossa força de trabalho", apontou Dione Yamamoto, head de Recursos Humanos da Siemens Energy Brasil.

 

Adriana Costa, diretora-geral da Siemens Healthineers, destacou a importância da qualificação dos formandos. "A jornada da educação impacta a vida de cada aluno e da sociedade como um todo, e é particularmente valiosa em um país como o Brasil, que enfrenta tantos desafios para a formação de mão de obra qualificada", afirmou.

 

Um dos pilares dos programas de qualificação profissional da Fundação Siemens é o trabalho de funcionários voluntários, que compartilham suas vivências e experiências com as turmas. Representando esse grupo na cerimônia deste ano, Patrícia Galante, voluntária em Jundiaí, e Leonardo Peruzzo, na Anhanguera, também registraram a importância dos programas para cada um. "É possível definir voluntariado como uma ação não remunerada em favor de uma causa, mas eu defino meu trabalho como voluntária a partir da perspectiva de compreender diferentes contextos sociais, entrar em contato com histórias incríveis e inspiradoras e desenvolver novas habilidades para a minha própria vida", testemunhou Patrícia. Leonardo também exaltou o envolvimento com a educação dos jovens e encerrou com um conselho. "Tenham amor e orgulho de suas escolhas, mas se precisarem corrigir rotas, não tenham receio em fazer isso, pois também faz parte do crescimento de cada um", concluiu.

 

Atualmente, a Fundação Siemens está realizando as etapas de seleção para as próximas turmas do Aprendiz Social e do Formare Social, a serem iniciadas em 2023.

Fonte: Redação TN com assessoria

Imagem: Cerimônia de formatura dos cursos Aprendiz Social e Formare Social, iniciativa da Fundação Siemens que capacita jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica -  Divulgação

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.