acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
E&P

Shell só volta a exploração no final do ano

31/03/2006 | 00h00

A Shell Brasil tem até o final do ano para declarar a comercialidade do bloco BS-4, adquirido na Quarta Rodada de Licitações, e até meados do ano apra informar sobre o plano de desenvolvimento do BC-10, declarado comercial em dezembro de 2005.

Segundo o vice presidente de Exploração e Produção da companhia anglo-holandesa, John Haney, a estratégia em 2006 é a manutenção dos atuais empreendimentos e desenvolvimento dos campos. O executivo informa que só no final do ano, no quarto trimestre, a empresa deverá voltar a atividade exploratória, com perfuração de novos poços.

No BS-4, a petroleira deverá perfurar um poço de testes até meados deste ano para decidir se investe ou devolve o bloco para a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O BS-4 tem o volume de 1,6 bilhão de barris no local, mas com índice de recuperação de 400 milhões de barris de petróleo pesado, de 14 graus API.

Além do BS-4 e BC-10, a Shell tem 11 participações em blocos exploratórios no país, tanto como operadora como sócia, e é a operadora dos campos de produção de Bijupirá e Salema, onde a produção diária é entre 35 mil e 40 mil barris, já em declínio. O pico de produção foi de 67 mil barris diários.

Haney afirma que os investimentos para 2006 deverão permanecer no mesmo patamar do ano anterior. Os investimentos da Shell no Brasil em 2005 foram de US$ 200 milhões, sendo US$ 150 milhões em E&P.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar