acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
E&P

Reuniões públicas sobre o projeto Espadarte serão realizadas esta semana

23/01/2006 | 00h00

A Petrobras realiza nos próximos dias 25 e 27 de janeiro reuniões públicas com a comunidade para apresentar o desenvolvimento da atividade de produção de óleo e gás no campo de Espadarte e área leste de Marimbá na Bacia de Campos.

O FPSO Espadarte encontra-se instalado a 140 km da costa e em uma área com, aproximadamente, 800 m de profundidade. O FPSO Espadarte está integrado na atividade de produção de óleo e gás no Campo de Espadarte e na área leste de Marimbá, na Bacia de Campos.

Segundo informa a Petrobras, os projetos ambientais desenvolvidos ao longo da operação do FPSO Espadarte são: Projeto de Monitoramento Ambiental; Projeto de Controle da Poluição; Projeto de Comunicação Social; Projeto de Educação Ambiental; Projeto de Treinamento dos Trabalhadores; e Projeto de Desativação da Unidade.

O FPSO Espadarte possui o Plano de Emergência Individual (PEI) composto por ações e procedimentos a serem executados em caso de incidente de poluição por óleo. A Petrobras conta com equipamentos específicos, embarcações de apoio e pessoal treinado em combate a derrames, preparados para responder
imediatamente a qualquer incidente. E a atividade prevista para o FPSO Espadarte está de acordo com as leis ambientais em vigor.

"O Estudo de Impacto Ambiental, ao qual foi submetida a atividade do FPSO Espadarte, identificou aspectos ambientais positivos, tais como pagamento de royalties e o crescimento da necessidade de produtos e serviços", se lê no comunicado enviado pela Petrobras.

Os aspectos indesejáveis serão avaliados como temporários pela companhia, que afirma que a maioria será eliminada ao final da atividade.

Visando proteger a pesca e o turismo, principais atividades da região, o estudo propõe ações de controle ambiental e a execução de projetos ambientais com o objetivo de acompanhar a qualidade do meio ambiente e manter um canal de comunicação com as populações da área de influência.

As reuniões serão realizadas em Casimiro de Abreu e Quissamã e a estatal disponibilizou ônibus partindo de todas os municípios afetados até os locais das reuniões.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar