acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
HBio

Novo combustível que Petrobras vai produzir `é revolução para o mundo`, diz Lula

12/06/2006 | 00h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer equilibrar o preço mundial da soja com o lançamento de um novo combustível, o Hbio. Patenteado pela Petrobras, o produto mistura o óleo vegetal diretamente no petróleo, refinando normalmente. O segundo teste do Hbio será feito no próximo dia 20 no Paraná.


"É uma revolução para o mundo, porque vai acontecer com os plantadores de soja o que acontece com os plantadores de cana, que têm duas opções: ou fazem álcool ou fazem açúcar. Vamos poder equilibrar o preço mundial da soja, a partir de nós mesmos, sem que isso afete o pequeno produtor", afirmou o presidente, ao inaugurar as obras do Gasoduto Cabiúnas-Vitória (Gascav), trecho inicial da rede que ligará a Região Sudeste ao Nordeste para o escoamento do gás natural.


Para Lula, o Hbio é a nova "revolução" da Petrobras depois do anúncio da auto-suficiência. O presidente destacou dois aspectos do novo combustível, que vem sendo desenvolvido há um ano e meio. O primeiro é a melhoria do combustível nacional, que se tornará menos poluente.


Ao mesmo tempo, a produção do biodiesel vai gerar "milhares ou milhões de empregos no campo, com trabalhadores plantando soja, mamona, pinhão manso, girassol, algodão, dendê. E essa combinação entre a agricultura familiar e os pequenos produtores rurais e uma grande empresa como a Petrobras é tudo de que o Brasil precisa para que a gente possa se desenvolver muito", disse o presidente.


Ele lembrou ainda que o governo estabeleceu vantagens na tributação para as empresas que contratam uma produção da agricultura familiar. "Até os chineses vão comprar o Hbio nosso daqui para a frente", previu. Em julho, Lula se encontra com o presidente chinês, Hu Jintao, em São Petersburgo, na Rússia. "Vou mostrar para ele o Hbio para ver se a China planta mamona e soja para a gente não ficar dependendo só de petróleo", anunciou.



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar