acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Investimentos da AES Brasil crescem 44% no 2º tri

12/08/2011 | 15h07
A AES Brasil encerrou o segundo trimestre do ano com volume de investimentos de R$ 289,6 milhões nas empresas do grupo - 44% maior que o realizado no mesmo período de 2010. No semestre, o total de investimento acumulado já chega a R$ 567,7 milhões, 55% superior em comparação ao valor registrado nos primeiros seis meses do ano passado. As empresas da AES Brasil devem destinar cerca de R$ 1,2 bilhão em investimentos em seus negócios.
 

No final desse trimestre, o grupo anunciou um plano de ação com recursos adicionais de R$ 120 milhões para a AES Eletropaulo até 2012. As iniciativas estão direcionadas, principalmente, a melhorias e ampliação dos canais de atendimento, incluindo contingente reserva para dias críticos, treinamento e contratação de 580 eletricistas para manutenção, expansão e serviço de podas de árvores.
 

Resultados no trimestre
 

A receita líquida da AES Brasil foi de R$ 3,3 bilhões e cresceu 4,1%, em comparação ao segundo trimestre de 2010. O lucro líquido foi de R$ 417,1 milhões e o Ebitda foi de R$ 1 bilhão. 
 

A AES Brasil é formada pelas empresas AES Eletropaulo, AES Tietê, AES Uruguaiana, AES Atimus, AES Infoenergy, AES Sul, além das holdings AES Elpa e Brasiliana. 
 

AES Eletropaulo investe R$ 159 milhões no segundo trimestre
 
 
 
A AES Eletropaulo investiu R$ 159 milhões na manutenção da rede, automação e expansão do sistema e em serviços ao consumidor de abril a junho deste ano - 21% a mais que o realizado no mesmo período de 2010. No semestre, o acumulado chega a R$ 324,7 milhões, 41,8% superior ao investido no mesmo período de 2010. 
 
 
Plano de ação

A companhia anunciou ainda R$ 120 milhões para o atendimento ao cliente e novas equipes de eletricistas entre 2011 e 2012. As ações previstas no plano já estão em andamento.  
 
 
Novas equipes
 

Até novembro, 580 eletricistas, para manutenção, construção e poda, estarão em campo. Neste momento temos:
 

· 220 eletricistas estão em fase de treinamento;

· 260 eletricistas estão em seleção;

· 100 eletricistas já foram contratados para a rede subterrânea e estão sendo preparados para entrar em campo.
 

Canais de atendimento
 

Os canais de atendimento ao cliente da AES Eletropaulo receberão aporte de R$ 44 milhões. Neste momento tem-se:
 

150 posições de atendimento para o call Center, adicionais às 400 existentes, já foram contratadas e entram em operação em setembro; 300 posições de atendimento, que ficarão de stand by para situações de emergência, estarão disponíveis em outubro; Até novembro, a empresa aumentará o atendimento eletrônico em 27 vezes, passando de 2 mil chamadas por hora para 54 mil chamadas por hora. 
 

Em setembro, o serviço de SMS também será ampliado. O sistema terá aumento de 100% da capacidade, o que possibilitará receber até 100 mil torpedos por dia, com resposta automática informando a previsão para o restabelecimento de energia da região do cliente. 
 

Tecnologia
 
 
A empresa ainda colocou em operação novo serviço automatizado para registrar falta de luz. O cliente pode avisar sobre a interrupção diretamente pelo sistema eletrônico do call center, sem interação com o atendente. A ferramenta fornece a previsão de restabelecimento e o número de protocolo.
 

Projeto-piloto com 200 mil clientes para entregar as faturas de energia no momento da medição entra em operação ainda este semestre. Até o segundo semestre de 2012, 5,5 milhões de clientes residenciais e comerciais serão beneficiados pela iniciativa. Serão investidos R$ 6 milhões no novo modelo.
 

Manutenção preventiva
 

No trimestre, a AES Eletropaulo instalou mais 435 religadores. No total, foram 718 neste semestre. Com isso, há 1.009 religadores automáticos no sistema. A previsão é mais mil até o fim de 2011, além de 5 mil seccionalizadores automáticos.  Ao final de 2012, serão 3 mil religadores instalados na rede elétrica da AES Eletropaulo.
 

Essas iniciativas tornarão mais da metade dos aparelhos de proteção da rede elétrica “inteligente”, agilizando o restabelecimento de energia e reduzindo o número de clientes afetados em uma ocorrência. 
 

Neste semestre, a AES Eletropaulo fez manutenção preventiva em 1.347 km de rede. A distribuidora intensificará este serviço até o fim do ano e prevê fechar 2011 com 6.550 km de rede, primária e secundária.


Subestações


Três subestações tiveram sua capacidade ampliada no segundo trimestre deste ano, totalizando 278 MVA. Até o fim de 2011, a AES Eletropaulo ampliará ainda a subestação Santo Amaro, beneficiando mais 80 mil pessoas. Até 2015, serão colocadas em operação mais sete novas subestações além de serem ampliadas outras 18, elevando a capacidade instalada para 14.445,3 MVA. Será um investimento de R$ 285,2 milhões, que beneficiará 1,5 milhão de pessoas. Atualmente, a capacidade instalada da companhia chega a 13.361,3 MVA. A demanda de carga é, no máximo, de 8 mil MVA. 

 

Linha de transmissão

 
Em maio, as obras da Linha de Transmissão Subterrânea Anhanguera – Casa Verde foram concluídas. Essa linha corta as regiões oeste e norte da capital, de Osasco a Pirituba. Foram investidos R$ 56,9 milhões no projeto que vai atender a cerca de 1,6 milhão de clientes. Também foram iniciadas as obras de construção das Linhas de Transmissão do Complexo Jandira, num total de  33 km, que passarão por seis municípios: Cotia, Itapeví, Jandira, Barueri, Carapicuíba e Osasco. Serão investidos cerca de R$ 100 milhões na obra.

 
Mercado

Considerando os clientes cativos e livres, o mercado total da AES Eletropaulo cresceu 3,1% no segundo trimestre de 2011. O consumo total registrado no período foi de 11.246 GWh. Desse volume, 4.053 GWh foram destinados para a classe residencial, o que representa crescimento de 3,5%.  O consumo da classe industrial foi de 1.513 GWh. A energia distribuída para os clientes comerciais foi de 2.879 GWh, incremento de 4,6%.


A AES Eletropaulo registrou uma receita líquida de R$ 2,3 bilhões, alta de 2,9% em relação ao segundo trimestre de 2010. O lucro líquido registrado no período foi de R$ 255,4 milhões e o Ebitda, de R$ 525,2 milhões. O lucro líquido e o Ebitda, no período, apresentaram redução, reflexo do impacto positivo dos efeitos de itens não recorrentes relacionados à venda da AES Eletropaulo Telecom para a Brasiliana e à finalização do acordo com a massa falida do Banco Santos no segundo trimestre de 2010.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar