acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Congelamento da produção

Venezuela anuncia encontro de produtores de petróleo em março

24/02/2016 | 11h49
Venezuela anuncia encontro de produtores de petróleo em março
PDVSA / Eulogio del Pino, ministro de Petróleo e Minas ... PDVSA / Eulogio del Pino, ministro de Petróleo e Minas ...

 

A Venezuela anunciou hoje (24) que convidou a Rússia, a Arábia Saudita e o Catar para nova reunião destinada a analisar o mercado petrolífero e discutir ações de combate à queda do preço do petróleo, a principal fonte de receita do país.
"Conversamos com os ministros da Rússia, Arábia Saudita e do Catar a fim de convidá-los para uma reunião ampliada em meados de março", disse aos jornalistas o ministro venezuelano do Petróleo e Minas, Eulógio Del Pino.
Segundo o ministro, que também é presidente da estatal Petróleos da Venezuela, está prevista a participação, nesse encontro, de representantes de outros países "que concordam em congelar a produção de petróleo", incluindo mais Estados-Membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep).
A proposta venezuelana, segundo explicou, consiste em conseguir que mais países reduzam a produção até junho, "para conseguir um ponto de equilibro nos preços".
Venezuela, Catar, Arábia Saudita e Rússia – os três primeiros são membros da Opep – firmaram recentemente um acordo para congelar a produção nos níveis de janeiro se outros países apoiarem a medida.
Também o secretário-geral da Opep, Abdullah El Badri, defendeu na segunda-feira (22) o congelamento da produção de petróleo para enfrentar a queda continuada dos preços.
O Irã e o Iraque também se mostraram dispostos a adotar a estratégia.

A Venezuela anunciou hoje (24) que convidou a Rússia, a Arábia Saudita e o Catar para nova reunião destinada a analisar o mercado petrolífero e discutir ações de combate à queda do preço do petróleo, a principal fonte de receita do país.

"Conversamos com os ministros da Rússia, Arábia Saudita e do Catar a fim de convidá-los para uma reunião ampliada em meados de março", disse aos jornalistas o ministro venezuelano do Petróleo e Minas, Eulógio Del Pino.

Segundo o ministro, que também é presidente da estatal Petróleos da Venezuela, está prevista a participação, nesse encontro, de representantes de outros países "que concordam em congelar a produção de petróleo", incluindo mais Estados-Membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep).

A proposta venezuelana, segundo explicou, consiste em conseguir que mais países reduzam a produção até junho, "para conseguir um ponto de equilibro nos preços".

Venezuela, Catar, Arábia Saudita e Rússia – os três primeiros são membros da Opep – firmaram recentemente um acordo para congelar a produção nos níveis de janeiro se outros países apoiarem a medida.

Também o secretário-geral da Opep, Abdullah El Badri, defendeu na segunda-feira (22) o congelamento da produção de petróleo para enfrentar a queda continuada dos preços.

O Irã e o Iraque também se mostraram dispostos a adotar a estratégia.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar