acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Vale repensa projeto de potássio de quase US$ 6 bi na Argentina

26/04/2012 | 17h44
A Vale ressaltou, nesta quinta-feira (26), que está preocupada com a situação do projeto de Rio Colorado, desenvolvido pela companhia na Argentina. A empresa prepara uma análise minuciosa de toda a operação, considerando o lado institucional, a rentabilidade e o mérito do projeto em si, mas também a situação da economia argentina, com aspectos como inflação e taxa de juros.

A expectativa é que os resultados dessa análise estejam prontos até meados de maio para serem apresentados ao conselho de administração da mineradora. "Estamos acessando todos os itens do projeto. Ainda é muito cedo para dizer qual será a nossa recomendação no final. Mas, certamente, estamos muito preocupados", disse o presidente da companhia, Murilo Ferreira, em teleconferência com analistas sobre os resultados da Vale no primeiro trimestre deste ano.

O projeto de Rio Colorado, na província de Mendoza, prevê investimentos totais de US$ 5,915 bilhões, dos quais US$ 243 milhões já foram aportados, para a produção de até 4,3 milhões de toneladas por ano de potássio. Na operação, estão englobadas também a renovação de uma ferrovia já existente de 440 quilômetros e a construção de um ramal de 330 quilômetros de trilhos, além de um terminal marítimo em Bahia Blanca. A expectativa da companhia é de início da produção no segundo semestre de 2014.

Recentemente, a Argentina tem sido palco de crises envolvendo empresas estrangeiras. Primeiro foi a Petrobras, que teve suspensas pelo governo da província de Néuquen suas autorizações para exploração de um bloco na região. Na semana passada, foi a vez de a espanhola Repsol ver a YPF - estatal de óleo e gás privatizada ainda no governo do ex-presidente Carlos Menem - ser expropriada pelo atual governo, o da presidente Cristina Kirchner.


Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar