acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Trade Energy e Tradener anunciam associação

30/09/2013 | 15h08

 

A Trade Energy e a Tradener anunciaram nesta segunda-feira (30) a associação das duas companhias. Segundo o comunicado enviado pelas empresas, o objetivo é "ampliar a atuação no mercado livre de energia e se consolidar como um dos principais grupos do segmento".
"Agora, temos a possibilidade de oferecer soluções completas para este mercado. Os clientes, de ambas as empresas, poderão se beneficiar com a oferta de melhores produtos e serviços, com o crescimento nas operações de compra e venda de energia, e consolidação das atividades de gestão de consumidores e geradores", afirma o presidente de ambas as empresas, Walfrido Avila.
Segundo o executivo, este novo momento também apresentará ganhos aos consumidores, por meio do aproveitamento da sinergia mercadológica e complementariedade entre as organizações. "A avaliação destes aspectos foi fundamental para a junção das empresas, considerando a tradição da Trade Energy na área de gestão de consumidores e geradores, e da Tradener, na compra e venda de energia elétrica", complementa.
O atual cenário do mercado livre
As recentes mudanças de regras introduzidas no mercado de energia, principalmente em relação às garantias financeiras e ao risco das contrapartes, passaram a ser determinantes para as operações de compra e venda de energia, avaliação de crédito e a capacidade financeira das mesmas. "Este panorama do setor também foi analisado. Com isso, nossa associação proporcionará o aumento da capacidade financeira, o que permitirá, desta forma, o crescimento das operações", declara Avila.
Serviços e atuação das companhias
Os sócios anteriores da Trade Energy permanecerão à frente da gestão da empresa, exercendo cargos de direção. "Como ambas são fortes, representativas e reconhecidas no mercado, as marcas também serão mantidas, ou seja, continuarão exercendo suas atividades com independência, porém, de forma complementar", ressalta o presidente.
Será possível ainda realizar o atendimento em outros segmentos de clientes e regiões do país, o que resultará numa expansão significativa nas operações ainda em 2013.
"O cliente Trade Energy seguirá contando com a qualidade e o tipo de atendimento tradicionalmente oferecido, aliado a uma atuação positiva nas operações de compra e venda de energia e maiores capacidades técnica e operacional. Estarem os em condições de oferecer melhores soluções de energia e gestão para atender aos interesses dos clientes, inclusive na redução de riscos, e fazer frente às necessidades do mercado de modo geral", enfatiza o executivo.

A Trade Energy e a Tradener anunciaram nesta segunda-feira (30) a associação das duas companhias. Segundo o comunicado enviado pelas empresas, o objetivo é "ampliar a atuação no mercado livre de energia e se consolidar como um dos principais grupos do segmento".


"Agora, temos a possibilidade de oferecer soluções completas para este mercado. Os clientes, de ambas as empresas, poderão se beneficiar com a oferta de melhores produtos e serviços, com o crescimento nas operações de compra e venda de energia, e consolidação das atividades de gestão de consumidores e geradores", afirma o presidente de ambas as empresas, Walfrido Avila.


Segundo o executivo, este novo momento também apresentará ganhos aos consumidores, por meio do aproveitamento da sinergia mercadológica e complementariedade entre as organizações. "A avaliação destes aspectos foi fundamental para a junção das empresas, considerando a tradição da Trade Energy na área de gestão de consumidores e geradores, e da Tradener, na compra e venda de energia elétrica", complementa.



O atual cenário do mercado livre


As recentes mudanças de regras introduzidas no mercado de energia, principalmente em relação às garantias financeiras e ao risco das contrapartes, passaram a ser determinantes para as operações de compra e venda de energia, avaliação de crédito e a capacidade financeira das mesmas. "Este panorama do setor também foi analisado. Com isso, nossa associação proporcionará o aumento da capacidade financeira, o que permitirá, desta forma, o crescimento das operações", declara Avila.



Serviços e atuação das companhias


Os sócios anteriores da Trade Energy permanecerão à frente da gestão da empresa, exercendo cargos de direção. "Como ambas são fortes, representativas e reconhecidas no mercado, as marcas também serão mantidas, ou seja, continuarão exercendo suas atividades com independência, porém, de forma complementar", ressalta o presidente.


Será possível ainda realizar o atendimento em outros segmentos de clientes e regiões do país, o que resultará numa expansão significativa nas operações ainda em 2013.


"O cliente Trade Energy seguirá contando com a qualidade e o tipo de atendimento tradicionalmente oferecido, aliado a uma atuação positiva nas operações de compra e venda de energia e maiores capacidades técnica e operacional. Estarem os em condições de oferecer melhores soluções de energia e gestão para atender aos interesses dos clientes, inclusive na redução de riscos, e fazer frente às necessidades do mercado de modo geral", enfatiza o executivo.

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar