acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Sinochem compra participação em blocos de petróleo no Brasil

09/01/2012 | 10h20
O grupo Sinochem - empresa chinesa líder em suprimento de produtos químicos - fechou acordo para a compra de uma fatia de 10% em cinco blocos de exploração de gás natural e petróleo em águas profundas da francesa Perenco na costa brasileira.

A compra da fatia dos projetos na bacia do Espírito Santo “marca o início do desenvolvimento mais forte da companhia na América do Sul”, disse a companhia em nota publicada em seu site, sem dar detalhes financeiros da operação. A compra feita pela unidade da Sinochem no Brasil está sujeita a aprovação do governo.

Desde o começo de 2010, companhias de energia chinesas, incluindo o Grupo Sinochem, adquiriram ao menos U$21 bilhões em ativos na América Latina para ajudar no suprimento da segunda maior economia do mundo, a China, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

De acordo com um assessor de imprensa do escritório de Beijing da companhia, o Grupo Sinochem não vai comentar a compra. Nicolas de Blanpre, porta-voz da Perenco em Paris, confirmou o acordo com a Sinochem sem, no entanto, dar mais informações.

Os blocos se encontram sob uma lâmina d´água de 100 metros a 2 mil metros de profundidade, de acordo com informações disponíveis no site da Perenco. A OGX Petróleo e Gás Participações SA, controlada pelo bilionário Eike Batista, detém 50% do projeto. Com os 40% restantes, a Perenco continuará sendo a operadora dos blocos, de acordo com dados do site da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A estatal Sinochem pagou à Statoil ASA U$3,07 bilhões ano passado, por 40% do campo de Peregrino, na costa brasileira. As companhias acordaram em buscar conjuntamente outras oportunidades de exploração no Brasil e em outros países.

Baseada em Beijing, a Sinochem assinou um acordo com a Petrobras, no ano passado, para a cooperação em exploração e produção.


Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar