acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Siemens apresenta soluções em eletrificação, automação e digitalização para o setor de petróleo e gás

16/08/2018 | 10h26

Rio Oil & Gas 2018

As apostas da Siemens para o mercado petroleiro no cenário de transição energética e as tecnologias que estão direcionando esse setor serão alguns dos destaques do painel "Inovações globais potencializando os investimentos em Petróleo e Gás". O evento ocorre dentro da programação do II Siemens Fórum 2018, no Rio de Janeiro, e tem como objetivo debater formas de impulsionar grande potencial do País em campos como o da geração de energia e produção de petróleo e gás.

"O combustível fóssil tem bastante potencial e continuará em alta por muito tempo, já que a eficiência do pré-sal brasileiro (um único Poço produzindo mais de 30Mil barris dia) e a Lei de Conteúdo Local - o REPETRO e em breve o PEDEFOR incentivando exportação - garantem um futuro promissor e competitivo da área. Dessa forma, precisamos pensar em alternativas mais sustentáveis de soluções que foquem em processos mais eficientes e com menor emissão de CO2 na atmosfera", explica Claudio Makarovsky, Head de Petróleo e Gás da Siemens no Brasil

Como uma das líderes globais em soluções para esse mercado, com presença em dois terços das plataformas de petróleo projetadas no Brasil, a Siemens irá mostrar as soluções da empresa para atender a uma demanda crescente por projetos mais enxutos e ágeis, que serão baseadas em três pilares - automação, eletrificação e digitalização – e, juntas, irão aumentar a eficiência e otimizar as operações nos subsegmentos de Upstream (exploração e produção em terra e mar), Midstream (transporte e distribuição de gás e derivados) e Downstream (refinarias e unidades de processamento de gás natural).

Uma abordagem integrada de execução de projetos e operações

Tendo a digitalização como uma das principais apostas para o setor, a Siemens apresentará no evento o MindTwin, um portal de ativos digitais que combina as soluções COMOS, COMOS-Walkinside, XHQ e MindSphere. A solução dá acesso a todas as informações operacionais, de engenharia e negócios de uma planta, passando todo o seu ambiente por uma interface 3D e permitindo, assim, uma análise minuciosa de cada detalhe do local. Dessa forma, por meio de uma navegação intuitiva, é possível enxergar particularidades de um maquinário específico e ter acesso ao seu histórico de operação. Além disso, o MindTwin fornece um ambiente único para dados de qualquer tipo de fonte e gera ganhos significativos de eficiência em engenharia, planejamento e execução de manutenção, solução de problemas e gerenciamento de incidentes.

Outra solução de destaque é o Mind Connect Nano, uma plataforma de IoT que conecta dados de uma planta na nuvem, permitindo ao cliente uma análise estratégica por meio do big data disponibilizado.

Já na parte de eletrificação, a solução Siemens Subsea Power Grid tem como objetivo o fornecimento de energia para instalações submarinas de petróleo e gás, que serão apresentadas durante o evento. Engloba cabos de energia, transformadores, mecanismos de comutação e acionamentos de velocidade variável para alimentar e controlar bombas acionadas eletricamente, separadores e outros equipamentos de processamento. A energia necessária é fornecida via umbilical do Topside.

No pilar de Baixo Carbono, o Echogen, sistema que usa dióxido de carbono supercrítico (sCO2) como fluido de trabalho para converter o calor residual em energia, será uma das soluções que serão destacadas no Siemens Fórum. Este sistema compacto e flexível pode ser integrado a uma grande variedade de fontes de calor sem interromper as operações existentes da planta. A energia econômica e livre de emissões possibilita que as operações intensivas em combustível reduzam o custo da energia, atendam aos padrões ambientais mais elevados e melhorem o desempenho final.

Outro recurso de automação são as aplicações do sistema de conversão de gás natural LNGo. Capaz de produzir até 30.000 galões de GNL por dia, a solução engloba sistemas de controle, monitoramento e segurança para oferecer um novo processo de liquefação que pode ser instalado e operado em poucos meses.

Tendência do modelo "as a service"

Além dos diferenciais de suas soluções integradas, a Siemens debaterá algumas tendências para o setor que podem traçar um novo caminho para mercado, entre elas, os benefícios do modelo EaaS – Everything as a Service, ou Tudo como Serviço, que promete aumentar a eficiência e reduzir a complexidade dos projetos.

"Quando uma empresa adota esse modelo "as a service", ela adquire apenas a expertise do fornecedor e não um equipamento propriamente dito. Dessa maneira, um cliente Siemens, ao invés de comprar uma turbina da companhia, por exemplo, paga pela diária do nosso fornecimento de energia, o que é vantajoso para os clientes, que ganham mais competitividade e também para a empresa, que cria um ciclo de fidelização, provendo uma experiência mais valiosa", explica Makarovsky.

Em sua segunda edição, o Siemens Fórum é uma iniciativa da empresa para gerar uma reflexão sobre os desafios de infraestrutura do Brasil, em ritmo de colaboração com outras grandes empresas e a sociedade. Pela primeira vez o evento é sediado no Rio de Janeiro, uma das localizações com maior relevância no mercado de Petróleo e Gás, concentrando grande parte de camadas pré-sal brasileiras, além de muitos campos maduros de petróleo.



Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar