acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio Oil & Gas 2014

Rolls-Royce participará da Rio Oil & Gas 2014

12/09/2014 | 17h25
Rolls-Royce participará da Rio Oil & Gas 2014
Divulgação TN Petróleo Divulgação TN Petróleo

 

A Rolls-Royce, empresa global de sistemas de energia, presente no Brasil há 55 anos, participará da Rio Oil & Gas pela quarta vez consecutiva. A feira, que acontece entre os dias 15 e 18 no Riocentro, no Rio de Janeiro, é o principal evento do setor de petróleo e gás da América Latina. O tema deste ano será “Novo Cenário Geopolítico: Superando os Desafios”.
O estande da Rolls-Royce tem o código I27 e ficará localizado no Pavilhão 3. Entre os projetos da empresa no setor está a recém-inaugurada unidade de Santa Cruz, que já está produzindo turbogeradores para as plataformas offshore da Petrobras e o mercado em geral. A fábrica, cujo investimento foi de cerca de US$ 100 milhões, é a primeira da empresa no estado do Rio de Janeiro.
A Rolls-Royce é uma das empresas que tem se destacado no mercado de óleo e gás: as turbinas da companhia geram energia para plataformas offshore responsáveis por cerca de 40% de todo óleo e gás produzido no Brasil. São mais de 40 modelos RB211 e Avon no País, e 100 unidades de turbinas e compressores para gás natural em toda a América do Sul.
A empresa também é uma das principais fornecedoras da Petrobras. Atualmente, cerca de 30 geradores industriais a gás RB211 operam no Brasil, a maioria em aplicações oceânicas da companhia.
O Centro de Serviços da Rolls-Royce localizado em Macaé, Rio de Janeiro, recebeu um investimento de US$ 3 milhões e oferece reparo e manutenção em turbinas de geração de energia para plataformas oceânicas e instalações em terra, na Bacia de Campos e em toda a América Latina. Disponível sete dias por semana, 24 horas por dia, o Centro de Serviços de Macaé é uma parte da rede de serviços internacional da Rolls-Royce.
Desde sua primeira edição, em 1982, a Rio Oil & Gas vêm colaborando na consolidação do Rio de Janeiro como "capital do petróleo", já que o estado concentra 80% de todo o óleo produzido no país e 50% da produção de gás. Além de ser uma importante vitrine para as empresas nacionais e estrangeiras apresentarem seus produtos e serviços, a conferência também dá a oportunidade de discussão sobre os principais temas relativos às inovações tecnológicas. 

A Rolls-Royce, empresa global de sistemas de energia, presente no Brasil há 55 anos, participará da Rio Oil & Gas pela quarta vez consecutiva. 

O estande da Rolls-Royce tem o código I27 e ficará localizado no Pavilhão 3. Entre os projetos da empresa no setor está a recém-inaugurada unidade de Santa Cruz, que já está produzindo turbogeradores para as plataformas offshore da Petrobras e o mercado em geral. A fábrica, cujo investimento foi de cerca de US$ 100 milhões, é a primeira da empresa no estado do Rio de Janeiro.

A Rolls-Royce é uma das empresas que tem se destacado no mercado de óleo e gás: as turbinas da companhia geram energia para plataformas offshore responsáveis por cerca de 40% de todo óleo e gás produzido no Brasil. São mais de 40 modelos RB211 e Avon no País, e 100 unidades de turbinas e compressores para gás natural em toda a América do Sul.

A empresa também é uma das principais fornecedoras da Petrobras. Atualmente, cerca de 30 geradores industriais a gás RB211 operam no Brasil, a maioria em aplicações oceânicas da companhia.

O Centro de Serviços da Rolls-Royce localizado em Macaé, Rio de Janeiro, recebeu um investimento de US$ 3 milhões e oferece reparo e manutenção em turbinas de geração de energia para plataformas oceânicas e instalações em terra, na Bacia de Campos e em toda a América Latina.

Disponível sete dias por semana, 24 horas por dia, o Centro de Serviços de Macaé é uma parte da rede de serviços internacional da Rolls-Royce.

Desde sua primeira edição, em 1982, a Rio Oil & Gas vêm colaborando na consolidação do Rio de Janeiro como "capital do petróleo", já que o estado concentra 80% de todo o óleo produzido no país e 50% da produção de gás.

lém de ser uma importante vitrine para as empresas nacionais e estrangeiras apresentarem seus produtos e serviços, a conferência também dá a oportunidade de discussão sobre os principais temas relativos às inovações tecnológicas. 



Fonte: Redação/ Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar