acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio Oil & Gas 2010

Rodada de negócios promovida pela Onip gera expectativa de R$138 milhões em negócios

16/09/2010 | 18h37
Rodada de negócios promovida pela Onip gera expectativa de R$138 milhões em negócios
Rodada de negócios promovida pela Onip gera expectativa de R$138 ... Rodada de negócios promovida pela Onip gera expectativa de R$138 ...

A Rodada de Negócios, promovida pela ONIP e Sebrae, na Rio Oil & Gas Conference 2010, gerou expectativa de R$ 138 milhões em  negócios para os próximos doze meses. Esta avaliação foi feita pelas 27 empresas âncoras que participaram da Rodada realizada nos dias 14 e 15. O valor é 16% superior ao registrado na edição passada, que foi de R$ 119 milhões.

 

Os grandes compradores desta edição foram: BR Distribuidora, Camargo Corrêa, Chevron, Delp, El Paso, Estaleiro Aliança, Estaleiro Keppel Fels, Estaleiro Mauá, FMC, Global Industries, Lupatech, Petrobras (Cadastro), Petrobras – UO-BC, Nuclep, Petroreconcavo, SOG – Óleo e Gás, Shell, Superpesa, Technip, Transocean, Transpetro, Usiminas Mecânica, UTC Engenharia, Vanasa, Weatherford, Wellstream e Weg.   Já o número de empresas fornecedoras foi de 233, ou seja, 17% acima da edição de 2008. Nos dois primeiros dias da Rodada, foram realizadas 596 reuniões.

 

O líder operacional de contrato da UTC Engenharia, Julio Cezar Duarte, mostrou-se otimista. Com a agenda lotada nos dois dias, afirmou que cerca de 70% das reuniões podem resultar em geração de negócios. “Fiquei impressionado com os novos produtos. Somos uma empresa de montagem industrial de jaquetas e plataformas com seis blocos de exploração no Rio Grande do Norte e Paraíba e desconhecíamos o potencial de conteúdo local que foi apresentado nos encontros. Percebi também a oportunidade de parceria com pequenas empresas para o desenvolvimento de produtos inovadores”.

 

Em sua segunda participação na Rodada de Negócios, a Global Industries obteve resultados positivos. “Importávamos anéis metálicos e encontramos aqui um potencial fornecedor de ligas especiais, que atenderá nossa demanda”, afirmou o supervisor de compras, Sandro Silva.

 

A Rodada  continua nesta quinta-feira (16) com reuniões apenas entre as pequenas empresas. Essa iniciativa inédita na Rio Oil & Gas é para conferir visibilidade para as oportunidades de negócios na cadeia, que não se restringem aos grandes players.  

 

Em paralelo, o superintendente da ONIP, Bruno Musso, foi um dos palestrantes  do painel “Desafios de Política Industrial para Maximizar a Competitividade e o Conteúdo Local na Cadeia de Suprimentos”, realizado no primeiro dia de feira. Na oportunidade, Musso apresentou e coordenou o painel  “Desafios de Política Industrial para Maximizar a Competitividade e o Conteúdo Local na Cadeia de Suprimentos”, fazendo uma análise do setor de petróleo e gás. Para ele, “os principais desafios das empresas brasileiras são a elevada carga tributária, a falta de investimentos em P&D (abaixo da concorrência) e o déficit da mão de obra voltada à área offshore”.

 

O debate contou ainda com a presença de Gordon McIntosh, diretor de Planejamento e Infraestrutura da Aberdeen City Council; José de Freitas Mascarenhas, vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI); Antonio Guimarães, diretor Upstream Brasil da Shell. O vice-presidente da Firjan, Raul Sanson, foi o moderador.

 

Neste mesmo dia, a ONIP e o SEBRAE promoveram uma Rodada Internacional de Negócios, com dois objetivos: o primeiro, com foco no fornecimento para potenciais clientes, reuniu 15 fornecedores brasileiros com as empresas Ecopetrol (Colômbia) e Saudi Aranco (Arábia Saudita); o segundo,  visando o estabelecimento de parcerias, promoveu o encontro de 48 companhias da Argentina, Canadá, Holanda, França e Reino Unido com 82 fornecedores brasileiros.

 

A ONIP também esteve presente na Rio Oil & Gas com um estande (localizado no setor H5, pavilhão 3), onde as  empresas puderam obter informações sobre como se inscrever nos cadastros de fornecedores, incluindo o CadFor.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar