acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
1º Leilão do Pré-Sal

Repsol sai da disputa por Libra

21/10/2013 | 11h39
Repsol sai da disputa por Libra
Divulgação. Repsol Divulgação. Repsol

 

A petroleira espanhola Repsol desistiu de participar do 1º Leilão do pré-sal, que será realizado hoje (21) no Rio de Janeiro. A notícia foi confirmada por um porta-voz da empresa, de acordo com a agência de notícias 'Reuters' e o 'Valor Online'.
Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombstíveis (ANP), Petrogal e Repsol Sinopec teriam que participar o certame separadamente (sozinhas ou em consórcios diferentes), porque as duas companhias têm como acionista a chinesa Sinopec e, pelas regras do leilão, empresas controladas pelo mesmo grupo não podem participar como concorrentes. A decisão foi tomada pela Comissão Especial de Licitação do leilão, no último dia 4.
A notícia reduz o número de empresas que participarão do leilão de hoje. Agora são dez as empresas confirmadas: CNOOC International Limited (China); China National Petroleum Corporation (CNPC) (China); Ecopetrol (Colômbia); Mitsui & CO (Japão); ONGC Videsh (Índia); Petrogal (Portugal); Petrobras (Brasil); Petronas (Malásia); Shell (Anglo-Holandesa) e Total (Francesa).
Este será o primeiro leilão sob contrato de partilha - em que a União recebe pagamentos relativos ao lucro com o petróleo extraído da camada pré-sal. O prospecto de Libra tem uma reserva de petróleo recuperável estimada entre 8 e 12 bilhões de barris, o que justifica as expectativas do mercado global de energia.
A área deverá requerer entre 12 e 15 plataformas de produção. Cada plataforma é servida por cerca de quatro barcos de apoio marítimo, que transportam insumos e mantimentos. Libra, portanto, deverá demandar, no mínimo, mais 48 embarcações, que vão se juntar à frota de apoio marítimo hoje em operação no Brasil, formada por 453 barcos. O mercado estima, com base em números da Petrobras, que até o fim da década essa frota possa situar-se em cerca de 750 embarcações, um crescimento de 65%.

A petroleira espanhola Repsol desistiu de participar do 1º Leilão do pré-sal, que será realizado hoje (21) no Rio de Janeiro. A notícia foi confirmada por um porta-voz da empresa, de acordo com a agência de notícias 'Reuters' e o 'Valor Online'.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombstíveis (ANP), Petrogal e Repsol Sinopec teriam que participar o certame separadamente (sozinhas ou em consórcios diferentes), porque as duas companhias têm como acionista a chinesa Sinopec e, pelas regras do leilão, empresas controladas pelo mesmo grupo não podem participar como concorrentes. A decisão foi tomada pela Comissão Especial de Licitação do leilão, no último dia 4.

A notícia reduz o número de empresas que participarão do leilão de hoje. Agora são dez as empresas confirmadas: CNOOC International Limited (China); China National Petroleum Corporation (CNPC) (China); Ecopetrol (Colômbia); Mitsui & CO (Japão); ONGC Videsh (Índia); Petrogal (Portugal); Petrobras (Brasil); Petronas (Malásia); Shell (Anglo-Holandesa) e Total (Francesa).

Este será o primeiro leilão sob contrato de partilha - em que a União recebe pagamentos relativos ao lucro com o petróleo extraído da camada pré-sal. O prospecto de Libra tem uma reserva de petróleo recuperável estimada entre 8 e 12 bilhões de barris, o que justifica as expectativas do mercado global de energia.

A área deverá requerer entre 12 e 15 plataformas de produção. Cada plataforma é servida por cerca de quatro barcos de apoio marítimo, que transportam insumos e mantimentos. Libra, portanto, deverá demandar, no mínimo, mais 48 embarcações, que vão se juntar à frota de apoio marítimo hoje em operação no Brasil, formada por 453 barcos. O mercado estima, com base em números da Petrobras, que até o fim da década essa frota possa situar-se em cerca de 750 embarcações, um crescimento de 65%.



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Agência
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar