acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Reconhecimento

Projetos na CSN e Florida Power & Light recebem prêmio internacional

04/12/2013 | 10h33

 

Projetos de alta eficiência energética na CSN e Florida Power & Light, com tecnologia Siemens, recebem prêmio internacional
 
Tecnologias da Siemens que permitem o reaproveitamento de combustíveis residuais para geração de energia & utilidades industriais na CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), em Volta Redonda (RJ), e operação sob altíssima eficiência de usina termoelétrica a gás para a concessionária norte-americana Florida Power & Light, em Cabo Canaveral, na Flórida, renderam à empresa prêmios de excelência do setor de geração de energia elétrica. A Siemens, e seus clientes, receberam o “Power Gen-Brasil”, na categoria “Projeto do Ano”, e o “Power-Gen International”, na categoria “Melhor Projeto a Gás Natural”, respectivamente.
Promovido anualmente pela PennWell, rede global de eventos sobre geração de energia, o prêmio Power-Gen reconhece os melhores projetos e soluções desenvolvidas para o setor. No caso brasileiro, a Siemens desenvolveu uma solução customizada de aproveitamento de combustíveis residuais para geração de energia elétrica limpa na CSN, maior produtora de aço da América Latina, aumentando a eficiência energética da unidade industrial em Volta Redonda.
O projeto consiste na instalação de uma usina termoelétrica flex-fuel (funciona com quatro combustíveis residuais, além de gás natural e/ou óleo combustível pesado como back-up) de cogeração industrial dentro da própria unidade siderúrgica. A usina opera com três caldeiras processando gases residuais de alto-forno, coqueria e aciaria, além de alcatrão, provenientes das atividades siderúrgicas, onde são incinerados, gerando calor, energia elétrica e utilidades (vapor & ar soprado) de volta para a fábrica.
A usina de cogeração também conta com quatro turbogrupos a vapor, dois de condensação p/ geração elétrica, e dois de contrapressão para compressão de ar. As turbomáquinas Siemens geram 250 MW, o equivalente a 40% do consumo elétrico total da unidade, bem como 230 ton/hr de vapor-de-processo e 3500 m3/min de ar soprado, atendendo à todas as necessidades da siderúrgica. 
Já no caso americano, da Florida Power & Light (FPL), a Siemens forneceu sua tecnologia-de-ponta Classe H para a usina termoelétrica a gás natural “Cape Canaveral Next Generation Clean Energy Center”, na Flórida. Foram utilizadas três turbinas a gás do tipo SGT6 - 8000H, as de maior rendimento em seu portfólio, cada uma com capacidade de 274 MW de potência que, em conjunto c/ a turbina a vapor, assegurou ao projeto a maior eficiência energética dos EUA (60%). Com uma capacidade total de mais de 1,2 GW, a usina produz eletricidade suficiente para abastecer 250 mil lares americanos e a indústria local.
Localizada nas proximidades do Centro Espacial Kennedy da NASA, a usina entrou em operação comercial em abril deste ano, cerca de cinco semanas antes da data oficial de conclusão. O grande diferencial do projeto de Cabo Canaveral é que este utiliza 1/3 ou 33% menos gás natural do que a usina anteriormente instalada nesse sítio. Graças a essa economia em combustível, as emissões de CO2 são hoje cerca 50% inferiores. 
"Estamos muito satisfeitos por termos sido reconhecidos com esses importantes prêmios”, exalta Agnaldo Bragança, gerente de Marketing e Vendas de Grandes Térmicas da Siemens. "Os projetos premiados da Siemens demonstram nossa vanguarda e liderança em tecnologia nessa área de grandes projetos termelétricos”, completa. 
 
 

Tecnologias da Siemens que permitem o reaproveitamento de combustíveis residuais para geração de energia e utilidades industriais na CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), em Volta Redonda (RJ), e operação sob altíssima eficiência de usina termoelétrica a gás para a concessionária norte-americana Florida Power & Light, em Cabo Canaveral, na Flórida, renderam à empresa prêmios de excelência do setor de geração de energia elétrica. A Siemens, e seus clientes, receberam o “Power Gen-Brasil”, na categoria “Projeto do Ano”, e o “Power-Gen International”, na categoria “Melhor Projeto a Gás Natural”, respectivamente.

Promovido anualmente pela PennWell, rede global de eventos sobre geração de energia, o prêmio Power-Gen reconhece os melhores projetos e soluções desenvolvidas para o setor. No caso brasileiro, a Siemens desenvolveu uma solução customizada de aproveitamento de combustíveis residuais para geração de energia elétrica limpa na CSN, maior produtora de aço da América Latina, aumentando a eficiência energética da unidade industrial em Volta Redonda.

O projeto consiste na instalação de uma usina termoelétrica flex-fuel (funciona com quatro combustíveis residuais, além de gás natural e/ou óleo combustível pesado como back-up) de cogeração industrial dentro da própria unidade siderúrgica. A usina opera com três caldeiras processando gases residuais de alto-forno, coqueria e aciaria, além de alcatrão, provenientes das atividades siderúrgicas, onde são incinerados, gerando calor, energia elétrica e utilidades (vapor & ar soprado) de volta para a fábrica.

A usina de cogeração também conta com quatro turbogrupos a vapor, dois de condensação p/ geração elétrica, e dois de contrapressão para compressão de ar. As turbomáquinas Siemens geram 250 MW, o equivalente a 40% do consumo elétrico total da unidade, bem como 230 ton/hr de vapor-de-processo e 3500 m3/min de ar soprado, atendendo à todas as necessidades da siderúrgica. 

Já no caso americano, da Florida Power & Light (FPL), a Siemens forneceu sua tecnologia-de-ponta Classe H para a usina termoelétrica a gás natural “Cape Canaveral Next Generation Clean Energy Center”, na Flórida. Foram utilizadas três turbinas a gás do tipo SGT6 - 8000H, as de maior rendimento em seu portfólio, cada uma com capacidade de 274 MW de potência que, em conjunto c/ a turbina a vapor, assegurou ao projeto a maior eficiência energética dos EUA (60%). Com uma capacidade total de mais de 1,2 GW, a usina produz eletricidade suficiente para abastecer 250 mil lares americanos e a indústria local.

Localizada nas proximidades do Centro Espacial Kennedy da NASA, a usina entrou em operação comercial em abril deste ano, cerca de cinco semanas antes da data oficial de conclusão. O grande diferencial do projeto de Cabo Canaveral é que este utiliza 1/3 ou 33% menos gás natural do que a usina anteriormente instalada nesse sítio. Graças a essa economia em combustível, as emissões de CO2 são hoje cerca 50% inferiores. 

"Estamos muito satisfeitos por termos sido reconhecidos com esses importantes prêmios”, exalta Agnaldo Bragança, gerente de marketing e vendas de grandes térmicas da Siemens. "Os projetos premiados da Siemens demonstram nossa vanguarda e liderança em tecnologia nessa área de grandes projetos termelétricos”, completa. 
 
 



Fonte: Redação TN/ Ascom Siemens
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar