acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Preços ficam sem direção comum por negociações EUA-China e desaceleração chinesa

01/03/2019 | 10h55

Os contratos futuros do petróleo Brent caíram e os do norte-americano fecharam estáveis nesta quinta-feira, conforme tensões comerciais entre EUA e China persistiram, economias de China e Índia deram sinais de desaceleração e notícias sobre a crescente produção dos EUA enfraqueceram os cortes de produção liderados pela Opep.

Valor de referência global, os futuros do Brent para abril fecharam a sessão com queda de 0,36 dólar, ou 0,5 por cento, a 66,03 dólares o barril. O contrato mais ativo, para maio, caiu 0,27 dólar, ou 0,4 por cento, para 66,31 dólares.

O contrato abril do petróleo dos EUA avançou 0,28 dólar, ou 0,5 por cento, para fechar a 57,22 dólares o barril.

Em fevereiro, o petróleo o petróleo norte-americano subiu 6,4 por cento, enquanto o Brent avançou 6,6 por cento. Os preços têm sido impulsionados desde janeiro por cortes de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, como a Rússia - grupo conhecido como Opep.

A atividade fabril da China, maior importadora de petróleo do mundo, encolheu pelo terceiro mês em fevereiro, com a queda dos pedidos para exportação em seu ritmo mais forte desde a crise econômica de uma década atrás. 

Uma pesquisa da Reuters com 36 economistas e analistas indicou maior pessimismo quanto a uma alta significativa do preço neste ano, prevendo que o Brent teria média de 66,44 dólares em 2019, levemente maior do que na estimativa de janeiro.

 

 



Fonte: Reuters, 01/03/2019
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar