acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Preço do QAV aumenta mas derivados leves continuam estáveis

01/02/2005 | 00h00

O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, descartou a possibilidade de aumento dos derivados leves, gasolina, diesel e gás liqüefeito de petróleo (GLP) no curto prazo, e informou que o reajuste em 10,4% o querosene de aviação (QAV) anunciado nesta terça-feira (01/02), ocorreu porque a política de preços da Petrobras é diferente para cada grupo de derivados. 
O diretor reafirmou que a política de preços da Petrobras para gasolina, diesel e GLP obedece a uma visão de longo prazo e não adota a estratégia de repassar para o consumidor final a volatilidade do mercado internacional. "Enquanto houver esta volatilidade, não haverá aumento", resumiu.
No caso do QAV, assim como a nafta e o óleo combustível, a política da empresa é de repassar a variação de preços internacionais com a diferença de 15 ou 30 dias, dependendo do derivado. Costa lembrou que no início do ano, conforme houve uma queda nos preços do petróleo no mercado internacional, o QAV também sofreu um reajuste para menos de 4,6%, acompanhando o mercado.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar