acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-Sal

Portuguesa Galp já tem opções para financiar aportes no pré-sal

17/09/2010 | 13h55
O diretor de Exploração da portuguesa Galp no Brasil, Rui Baptista, disse ontem que a companhia já tem os caminhos para se capitalizar a fim de investir no pré-sal brasileiro.


A exemplo de outros sócios da Petrobras, como a Repsol, que está abrindo seu capital no Brasil, ou a Shell que está vendendo parte de seu portfólio com esta finalidade, a Galp "encontrou alguns caminhos a serem percorridos, mas ainda não definiu se vai usar um ou mais deles".


Ele não quis adiantar se estas alternativas envolveriam algo semelhante aos exemplos da Repsol e da Shell, ou se passariam apenas por uma captação internacional de recursos.


Segundo Baptista, a companhia está preparada para "enfrentar os desafios que a nova busca por petróleo exige". "Cada vez está mais difícil e mais caro encontrar petróleo no mundo, e nós estamos preparados para seguir em busca deste óleo", comentou, em entrevista, após participar de painel sobre conhecimento e tecnologia na atividade exploratória.


Parceira da Petrobras em importantes campos do pré-sal da Bacia de Santos, como Tupi e Júpiter, por exemplo, a Galp está acompanhando bem de perto o processo de desenvolvimento das áreas. O executivo diz que pelo menos na companhia portuguesa não há temor algum quanto à possibilidade de a estatal brasileira priorizar o desenvolvimento de áreas recebidas na cessão onerosa, em detrimento do cronograma previsto para as áreas já sob sua concessão.


"Já ouvimos falar muito desse temor, mas pelo menos nós não temos medo de nada. Estamos confiantes na manutenção do cronograma", disse Baptista.


De acordo com Baptista, entre os sócios já estaria definido quantos e quais cascos dos oito FPSOs que a Petrobras está encomendando ao mercado vão para cada campo de petróleo do pré-sal.


Fonte: DCI
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar