acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Petroleiro Exxon Valdez é comprado para desmonte

23/03/2012 | 11h59
O petroleiro Exxon Valdez, que ganhou notoriedade por ter sido o responsável por um dos piores derrames de petróleo da história dos Estados Unidos, duas décadas atrás, foi comprado por uma empresa indiana e certamente deverá ser desmontado, para reutilização do aço e peças sobressalentes.

A Best Oasis Ltd. não revelou o valor do negócio ou a finalidade da compra, mas sua atividade consiste em comprar navios antigos exclusivamente para desmonte, com vistas a reutilizar o material aproveitável e descartar o restante.

Em 24 de março de 1989, milhões de galões de petróleo foram derramados em uma área ecologicamente importante no Alasca, quando o Exxon Valdez chocou-se contra rochas, revestindo a costa com manchas de óleo e matando cerca de 40 mil aves.

O acidente causou danos incalculáveis ao meio ambiente e destruiu a indústria de pesca na região.

A Exxon Mobil Corp., sediada no Texas, gastou US$ 900 milhões após uma decisão de reparação em 1991 e ainda enfrenta litígios. Desde então, o petroleiro passou por cinco alterações de nome e mudou de mãos repetidas vezes, aparentemente com vistas a manter o navio em uso na tentativa de distanciá-lo do desastre.

O executivo Gaurav Mehta, da Best Oasis, disse que a companhia comprou o navio recentemente. Ele é agora um navio para transporte de minério, conhecido como Nicety Oriental, porém sua localização atual não foi divulgada.

“Posso confirmar que a Oasis comprou o petroleiro, mas não posso dar nenhum detalhe até que ele seja entregue”, afirmou.

O navio tem 26 anos - o que ainda não é velho para petroleiros -, mas a avaliação é a de que sua vida útil foi reduzida. Além do acidente com as rochas do Alasca, ele foi danificado em uma colisão no mar da China em 2010.

A Best Oasis, que tem sede em Hong Kong, é 100% controlada pela Priya Blue Industries, companhia indiana que fica no estado de Gujarat.

Vale mencionar que a Índia tem umas das maiores indústrias mundiais de desmanche de navios antigos e petroleiros na cidade de Alang, junto ao Golfo de Cambay, em Gujarat.


Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar