acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Compromisso

Petrobras vai reduzir queima de gás

11/11/2010 | 17h43
A Petrobras e a Chevron vão reduzir a queima de gás natural em 19 campos na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro. A Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANP) anunciou ontem que vai assinar termos de compromissos com as companhias. A queima de gás natural no Brasil em setembro foi de 6,5 milhões de metros cúbicos por dia, incluindo os volumes queimados no Teste de Longa Duração (TLD) de Tupi.


O termo a ser fechado com a Petrobras vale para os anos de 2011 a 2014. Segundo nota divulgada pela ANP, a estimativa é que o índice de utilização de gás associado nos 18 campos operados pela Petrobras suba aproximadamente de 83%, que foi a média de janeiro a setembro deste ano, para 92% em dezembro de 2013, mantendo o mesmo nível no ano seguinte.


Os campos envolvidos são de Albacora, Albacora Leste, Barracuda, Bonito, Caratinga, Cherne, Enchova, Espadarte, Garoupa, Jubarte, Marimbá, Marlim, Marlim Leste, Marlim Sul, Namorado, Piraúna, Voador e Roncador.


Já a Chevron reduzirá a queima de gás natural no campo de Frade dos 9%, nível de agosto passado, para 3% da produção, em agosto de 2011.


Para cumprir o termo de compromisso, a Petrobras terá que executar em torno de 70 ações em seus campos até dezembro de 2014, que envolverão atividades relacionadas à manutenção dos sistemas de compressão das unidades de produção.


Os preços internacionais do petróleo fecharam em alta ontem, em reação à notícia de que os estoques de petróleo e derivados chegaram ao seu nível mais baixo desde julho. O contrato de WTI para dezembro terminou valendo US$ 87,81 o barril, com alta de US$ 1,09, enquanto o de janeiro de 2011 subiu 94 centavos de dólar, para US$ 88,29. Em Londres, o Brent de dezembro fechou a US$ 88,96, com alta de 63 centavos de dólar, enquanto o barril para janeiro de 2011 fechou com valorização de 63 centavos de dólar, para US$ 89,16.


De acordo com levantamento do Departamento de Energia americano, os níveis de gasolina, destilados e petróleo nos Estados Unidos registraram queda na semana encerrada em 5 de novembro. Somados, os estoques de petróleo e derivados agora estão no menor nível desde julho. O dado surpreendeu o mercado que não esperava tal resultado.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar