acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Desinvestimento Petrobras

Petrobras está prestes a anunciar venda da Liquigás à Ultrapar, diz fonte

17/11/2016 | 15h00

A Petrobras está perto de anunciar a venda de sua unidade de distribuição de gás de cozinha (GLP) Liquigás para o grupo industrial brasileiro Ultrapar Participações, disse à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto. 

Segundo a fonte, a Petrobras vai obter cerca de 2,8 bilhões de reais com o negócio, que deverá ser anunciado ainda esta semana. 

As ações preferenciais da Petrobras subiam cerca de 3 por cento na manhã desta quinta-feira. 

Em nota a clientes, analistas do BTG Pactual disseram que a Petrobras está realizando a venda "em um múltiplo muito bom, maior do que 10 vezes o Ebitda" da unidade, referindo-se ao indicador de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês. 

Ainda assim, analistas do BTG e do Brasil Plural também destacaram que o acordo pode sofrer entraves no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). 

A Ultrapar não quis fazer comentários nesta quinta-feira, enquanto a Petrobras não comentou imediatamente a informação. 

A Ultrapar já é dona da distribuidora de GLP Ultragaz, com 23 por cento de participação no mercado brasileiro. 

"A aquisição elevaria a fatia de mercado da Ultrapar para 46 por cento", disse o Brasil Plural, em nota a clientes. 

Em 14 de outubro, a Petrobras e a Ultrapar disseram que estavam em negociações exclusivas pela Liquigás. Na época, a Reuters noticiou que o negócio poderia girar em torno de 3 bilhões de reais. 

A Ultrapar superou concorrentes como a Supergasbrás, subsidiária brasileira da holandesa SHV Holdings, a turca Argaz e empresas nacionais de investimentos. 

A venda da Liquigás é parte do programa de desinvestimentos 2015-2016 da Petrobras, que pretende vender um total de 15,1 bilhões de dólares em ativos até o final deste ano, e mais de 19,5 bilhões de dólares em 2017-2018. 

Os jornais O Estado de S.Paulo e Valor Econômico noticiaram o fechamento do negócio em suas edições impressas desta quinta-feira, também citando fontes.



Fonte: Reuters, 17/11/2016
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar