acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Desinvestimento Petrobras

Petrobras contrata 9 bancos para oferta de ações da BR, dizem fontes

17/04/2019 | 09h14

A Petrobras contratou nove bancos para coordenar uma oferta de ações de sua unidade de distribuição de combustíveis, a BR Distribuidora, de acordo com três fontes familiarizadas ao assunto.

A oferta será liderada pelos bancos de investimento do JPMorgan Chase e Citigroup, além das unidades de investimento do Itaú Unibanco, Bradesco, Credit Suisse, Banco do Brasil, Santander, HSBC e Bank of America.

A BR Distribuidora está entre os ativos que a Petrobras pretende vender para reduzir suas dívidas e ampliar investimentos no setor de exploração e produção de petróleo.

O presidente da estatal, Roberto Castello Branco, assumiu o comando da empresa em janeiro com um ambicioso programa de desinvestimentos.

Petrobras, Citi, JPMorgan, Bank of America e HSBC não comentaram de imediato. Bradesco, Itaú, Credit Suisse, Banco do Brasil e Santander preferiram não comentar.

A Petrobras não decidiu ainda se a oferta significará uma privatização da BR Distribuidora, acrescentaram as fontes, que falaram na segunda e terça-feiras. Elas pediram anonimato, pois as negociações são privadas.

Se a petroleira decidir vender 22 por cento ou mais da subsidiária, a oferta de ações efetivamente privatizará a unidade de distribuição.

A venda de uma fatia de 20 por cento representaria cerca de 5,3 bilhões de reais, considerando os preços de mercado da tarde desta terça-feira, pelos quais a capitalização de mercado da empresa é de 26,7 bilhões de reais.

A companhia, entretanto, segue discutindo se a oferta de ações precisaria ser submetida ao Tribunal de Contas da União (TCU) no caso de significar uma privatização, embora Castello Branco já tenha defendido a venda de controle publicamente. Atualmente, a Petrobras possui uma fatia de 71,25 por cento da BR Distribuidora.

O momento da oferta segue em discussão, mas é provável, segundo as fontes, que ela ocorra após a venda de uma parcela da Petrobras pertencente à Caixa, que contratou bancos para tal na semana passada.



Fonte: Reuters, 17/04/2019
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar