acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria Naval

PDVSA lança ao mar seu primeiro petroleiro construído no Brasil

04/11/2009 | 09h14
PDVSA lança ao mar seu primeiro petroleiro construído no Brasil
PDVSA lança ao mar seu primeiro petroleiro construído no Brasil PDVSA lança ao mar seu primeiro petroleiro construído no Brasil
A Petróleos da Venezuela (PDVSA) lançou ao mar, ontem (03), a sua primeira embarcação construída no Brasil. Batizado de Abreu e Lima, o navio foi construído no Estaleiro Ilha (EISA), na Ilha do Governador, no Rio. O navio tem o mesmo nome da refinaria que a estatal venezuelana de petróleo e a Petrobras estão construindo em Pernambuco.
 
José Inácio de Abreu e Lima, um dos heróis da independência da Venezuela, era brasileiro e participou com destaque das guerras de independência da América espanhola, ao incorporar-se ao exército de Simon Bolívar. Devido a isso, é conhecido com mais notoriedade como General Abreu e Lima.


O petroleiro tem 182 metros de comprimento e capacidade para transportar 340 mil barris de derivados de petróleo. O navio será usado nas operações da Refinaria Abreu e Lima.


Segundo informações da PDVSA, a embarcação integra o plano de renovação da frota da companhia, que prevê  investimento de cerca de US$ 130 bilhões no setor energético, entre prospecção, produção, refino e distribuição de petróleo, nos próximos cinco anos.


De acordo com a estatal venezuelana, até 2014, o Brasil terá construído um total de dez embarcações da PDVSA, sendo oito do tipo Panamax, para transporte de óleo bruto através do canal do Panamá e duas para transporte de derivados de petróleo. “A compra das embarcações é responsável pela geração de aproximadamente 16 mil empregos na indústria naval do Rio de Janeiro”, informou a empresa.


Na avaliação da PDVSA, o processo consolida a interação bilateral Brasil-Venezuela em matéria de transporte marítimo, que impulsionará o intercâmbio de conhecimento em tecnologia para construção de navios. Em 2009, a Venezuela foi responsável por 18% do superávit da Balança Comercial do Brasil, ainda segundo informações da PDVSA.


A solenidade contou com as presenças do diretor-executivo da PDVSA, Marco Malave, do presidente da Refinaria Abreu e Lima, Marcelino Guedes, do cônsul-geral da Venezuela, Edgar Gonzalez Marinho, e do governador de Alagoas, Teotônio Vilela.


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar