acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás natural

PBGÁS conecta ao gás natural o complexo multiuso Heron Marinho

29/03/2019 | 10h41

A PBGÁS conectou ao gás natural canalizado o complexo multiuso Heron Marinho, que dispõe de um hotel, um flat, duas torres residenciais, um centro empresarial, um shopping mall e estacionamento. A primeira etapa do empreendimento foi inaugurada nesta quarta-feira (27) com a entrega do hotel da rede Slaviero e do restaurante pelos proprietários da construtora Andrade Marinho e LMF.

O empreendimento já inicia suas operações com o uso do gás canalizado para forno e fogão do restaurante ALMA Cozinha e com aquecimento da água dos chuveiros dos 149 quartos do hotel. Em breve, o gás natural também atenderá aos flats e torres residenciais e empresariais.

O Diretor Técnico e Comercial da PBGÁS, Paulo Campos, prestigiou o coquetel de lançamento e destacou que foi um “gol de placa” implantar o gás natural num empreendimento que é referência regional. “O Complexo Heron Marinho engrandece o portfólio de clientes PBGÁS e demonstra a capacidade da empresa em executar um serviço com excelência, atendendo a altos padrões de conforto, comodidade e inovação presentes no empreendimento”, destacou.

Paulo Campos ressaltou que a companhia continuará investindo na expansão da rede de distribuição de gás em Campina Grande para atender aos mercados residencial e comercial. Ele acrescentou que nos últimos 5 anos anos foram investidos mais de R$ 8,2 milhões em redes de gasodutos no município, e para os próximos 5 anos estão previstos novos investimentos na expansão e saturação da rede nos bairros do Catolé e Liberdade, bem como a expansão da rede de gasodutos para levar as vantagens e benefícios do gás natural aos condomínios residenciais e estabelecimentos comerciais localizados nos bairros do Centro e Alto Branco.

O Gerente Técnico do consórcio Andrade Marinho e LMF, o engenheiro Jiuseppe Cavalcanti, afirmou que a decisão de escolher o gás canalizado desde a concepção do projeto foi acertada e gerou vantagens tanto na obra, quanto na administração do condomínio. “O armazenamento de cilindros é algo que incomoda e com o gás canalizado ficamos livres disso e temos a segurança do fornecimento contínuo. Com isso poderemos oferecer o tempo todo o gás necessário para o funcionamento dos flats, do restaurante e a água sempre aquecida no hotel”, completou.

O restaurante ALMA Cozinha já começou a operar com gás natural desde esta quarta-feira (28). Um dos proprietários, Diego Barreto, disse que está satisfeito com o gás natural canalizado por fatores como a queima mais limpa e sem deixar fuligem nas panelas e pelo fornecimento ininterrupto sem a necessidade de abastecimento por caminhões, constituindo-se em uma preocupação a menos na logística do negócio. “O gás natural e o atendimento da PBGÁS estão atendendo às nossas expectativas pela segurança e eficiência para que possamos atender aos nossos clientes dentro dos melhores padrões de qualidade”, completou o empresário.

 

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar