acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Reino Unido e Brasil

Parceria em Inovação e Tecnologia será o foco da relação bilateral Reino Unido e Brasil no setor de energia

01/02/2016 | 11h38
Parceria em Inovação e Tecnologia será o foco da relação bilateral Reino Unido e Brasil no setor de energia
Cortesia BP Cortesia BP

A missão diplomática britânica promove simultaneamente, de hoje a 5 de fevereiro, duas missões técnicas ao Reino Unido no setor de energia. A prioridade é a troca de experiências sobre melhores práticas para aprofundar a colaboração em pesquisa e inovação, com foco nas áreas de armazenamento de energia e tecnologia subsea. As delegações convidadas são compostas por representantes de empresas, universidades e do Governo Brasileiro, entre eles estão ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), AES Brasil, ABAQUE (Associação Brasileira de Armazenamento e Qualidade de Energia), CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), Enel, MCTI (Ministério de Ciência e Tecnologia), IBP (Instituto Brasileiro de Petróleo), ONIP (Organização Nacional da Indústria do Petróleo), Petrobras/CENPES, UNICAMP e USFC.

O sucesso da parceria entre o Reino Unido e o Brasil no setor de energia se deve a um envolvimento integral que vai além das conhecidas parcerias comerciais. Projetos que visam o compartilhamento de conhecimento têm ganhado cada vez mais espaço, potencializados pelo memorando de entendimento para a cooperação no setor de energia, assinado por ambos países em 2006. O interesse acadêmico também é considerável - apenas em 2015, o Reino Unido recebeu 11 mil estudantes brasileiros pelo programa Ciências Sem Fronteiras, muitos deles ligados ao setor de Óleo e Gás.

A delegação da missão de armazenamento de energia visitará a Kilroot Advancion TM Energy Storage Array, a maior bateria do Reino Unido, situada na Irlanda do Norte. Espera-se que as discussões e intercâmbio de conhecimento continuem após o retorno ao Brasil, por meio de um seminário conjunto com a ANEEL e agentes setoriais previsto para acontecer em março.

Já a outra delegação brasileira, da missão de Tecnologias Subsea, visitará em Aberdeen, na Escócia, a Subsea Expo, principal evento do setor no Reino Unido. Durante a feira, o Brasil terá destaque no painel de oportunidades globais, com apresentação da especialista em Petróleo e Gás do UK Trade & Investment, Daniella Carneiro. Na mesma ocasião, o MCTI lançará um catálago conjunto Brasil-Reino Unido com informações de empresas, associações e centros de pesquisas para fomentar novas parcerias.

O embaixador do Reino Unido, Alex Ellis, celebra o êxito dos projetos de cooperação no setor e afirma que a parceria aumentará nos próximos anos. “Desde 2009 tivemos mais de 20 projetos de cooperação técnica com instituições brasileiras, e estou seguro de que esta parceria aumentará consideravelmente nos próximos anos. Temos muito interesse em continuar trabalhando em conjunto com o Brasil no desenvolvimento do seu potencial em petróleo e gás e em seu rápido crescimento em energias renováveis”, afirma. O aumento de projetos de cooperação previsto por Ellis se deve majoritariamente ao Prosperity Fund (Fundo de Prosperidade, em português), cujo objetivo é promover a reforma econômica e avanços necessários para o crescimento de países parceiros, sendo o Brasil um deles. Em janeiro foi anunciado um orçamento de £1.3 bilhões (cerca de R$7.8 bilhões) em parcerias de cooperação para os próximos 5 anos, sendo energia uma área prioritária.



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar