acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Artigo Exclusivo

O valor da comunicação corporativa durante a pandemia do Covid-19, por Beatriz Giacomini

12/08/2020 | 17h02
O valor da comunicação corporativa durante a pandemia do Covid-19, por Beatriz Giacomini
Divulgação Divulgação

A pandemia do novo coronavírus nos surpreendeu. Apesar de já estarmos acostumados a um mundo conectado em rede, onde consumimos e trocamos informações instantaneamente, não acreditávamos que um vírus pudesse causar tamanha crise, obrigando-nos a reorganizar nossa forma de relação pessoal e profissional. Em meio a tantas incertezas, essa crise definitivamente deixou um campo aberto para a comunicação. Para nós na Repsol Sinopec Brasil a comunicação corporativa tem sido estratégica na busca por união, solidariedade e soluções conjuntas.

Diante de um cenário crítico, com vidas em risco, muitas empresas apressaram-se em oferecer respostas para garantir a segurança das pessoas e a continuidade dos negócios. Desafio ainda maior para as companhias que atuam em nível global, afinal, como garantir proteção em países com condições pré-existentes e respostas tão diferentes a essa crise? A necessidade em se ter um ambiente de trabalho ainda mais seguro ocupou o centro das preocupações, evidenciando a importância de haver um marco comum de governança corporativa para um mundo globalizado e desigual.

Nesse contexto, as políticas globais de saúde e segurança do Grupo Repsol, do qual a Repsol Sinopec Brasil é parte, foram decisivas para garantir não apenas a produção energética (ainda mais necessária nesse momento), mas principalmente a proteção das pessoas, influenciando positivamente também as decisões de nossa companhia na gestão da crise. A responsabilidade e a preocupação do Grupo Repsol e da RSB com as pessoas, trabalhadores e comunidade, bem como a consciência de uma cidadania planetária ganharam ainda mais notoriedade nesses tempos.

Em fevereiro, antes mesmo da declaração oficial de pandemia de Covid-19 pela OMS (Organização Mundial da Saúde), o Grupo Repsol implementou um plano global em todas as suas instalações para assegurar o funcionamento das operações minimizando os riscos de contágio e propagação de doenças infecciosas.

InstitucionalNa Repsol Sinopec Brasil foi formado, no início de março, um Comitê de Crise sob a liderança do CEO, onde foram tomadas medidas prioritárias para a proteção das pessoas, garantindo seu isolamento social e as melhores condições para dar continuidade ao trabalho remotamente. O home office, que já vinha sendo gradativamente praticado, foi imediatamente implementado para a maioria dos 112 empregados.

Nesse momento, a comunicação corporativa tornou-se ainda mais vital para fazer a conexão das políticas e cultura da companhia com as pessoas, constituindo-se como uma voz confiável nesse período de tanta incerteza e desinformação. Nossa equipe se organizou rapidamente para diversificar as ações de comunicação em diferentes canais, buscando garantir alcance e efetividade na comunicação com nossos stakeholders. Passamos a produzir boletins diários sobre a situação da pandemia, como o Covid-19 Report, protocolos de orientação e informativos que foram compartilhados por e-mail e redes sociais internas.

Mas reconheço também que comunicar nesse novo contexto e sem os códigos e os aspectos subjetivos de nossa convivência presencial no escritório demandou mais do que uma comunicação informacional. Apresentou-se como um complexo desafio em manter acesa a chama da cultura organizacional e promover a interação entre as pessoas em um ambiente completamente virtual, entendendo suas dúvidas, anseios e dificuldades nessa nova dinâmica.

Orientados pelos new ways of working - conjunto de ferramentas e ações dirigido a melhorar e aumentar a colaboração, a agilidade e a produtividade - nossa estratégia de comunicação procurou ser conciliadora, envolvendo as questões pessoais e as necessidades operacionais do negócio. Continuou sendo importante, especialmente nesse momento, reforçar que a Repsol Sinopec Brasil sempre foi uma grande marca empregadora e socialmente responsável, que aposta no talento de seus colaboradores e está oferecendo todo o suporte necessário para juntos superarmos essa crise.

Assim, criamos a campanha Juntos Conseguimos com ênfase na coletividade, que abarcou orientações sobre Saúde e Segurança, monitoramento do cenário externo, adaptação e criação de atividades de integração online, novos produtos de comunicação e ajuda humanitária.

Desde então, manter todos os colaboradores informados e emocionalmente conectados tem sido uma prática sistêmica, alimentada também por nossas lideranças. Ao mesmo tempo, procuramos tornar públicos os nossos compromissos em todos os fóruns em que temos participado e nos canais de comunicação como website e redes sociais, engajando mais pessoas em nosso propósito.

A comunicação face a face, que vinha ganhando força internamente antes da pandemia, teve de ser rapidamente adequada. O Café com o CEO por exemplo, momento onde promovíamos encontros semanais com o presidente, estreitando a relação da liderança com os colaboradores, foi mantido, porém realizado online. Esse espaço de diálogo tem sido singular para manter a positividade e a resiliência do nosso teamwork.

Buscamos promover outros momentos de interação com o RSB Talks - um programa de webinars com a participação dos colaboradores e também profissionais externos sobre temas do nosso segmento, contexto e das demandas surgidas da dinâmica do home office. Em total sinergia com a área de Pessoas e Organização, ampliamos o programa de saúde existente criando o MindYou que passou a incluir outras atividades em atenção ao bem-estar físico e mental dos colaboradores, proporcionando momentos de interação e ajuda mútua para atravessarmos esse momento de isolamento social.

Atentos à situação global, não hesitamos em oferecer a nossa solidariedade aos colegas do Grupo Repsol ao redor do mundo. Nossa mensagem viajou através de um vídeo intitulado Um abraço do Brasil. Preocupados com o agravamento das condições sociais e sanitárias no Brasil, nos unimos a uma inciativa do setor de O&G para a construção do Hospital de Campanha Lagoa-Barra na cidade do Rio de Janeiro, destinado ao atendimento exclusivo de pacientes do sistema público de Saúde. Além disso, destinamos parte da capacidade do supercomputador AIRIS, desenvolvido em parceria com o SENAI-CIMATEC de Salvador, para auxiliar pesquisas sobre a Covid-19.

Nossas habilidades de adaptação, mobilização e trabalho em equipe tem sido essenciais nesse momento. Acredito que são premissas que vieram para ficar e que a comunicação corporativa tem demonstrado imenso valor para tecermos mais redes e superar os imensos desafios que temos hoje e à frente.

REPSOL SINOPEC BRASIL - A Repsol Sinopec Brasil - RSB desenvolve atividades de exploração e produção de petróleo no Brasil há 22 anos e faz parte do Grupo Repsol, grupo de energia e mobilidade presente em 34 países. Pioneira na abertura do mercado brasileiro de E&P e na exploração do pré-sal, a RSB é a quarta empresa que mais produz petróleo e gás no Brasil. Com atividades nas bacias de Campos e Santos, o portfólio de ativos inclui três campos produtivos - Sapinhoá, Lapa e Albacora Leste - e blocos exploratórios com grande potencial. Mais informações em: www.repsolsinopec.com.br

Sobre a autora: Beatriz Giacomini é publicitária com especializações em cultura e sustentabilidade. Atualmente é gerente de Comunicação e Relações Externas da Repsol Sinopec Brasil, onde atua desde 2011.

Foto: Aline Massuca



Autor: Beatriz Giacomini
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar