acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás natural

No RN, clientes ampliam negócios e fidelizam parceria com a Potigás

13/08/2019 | 09h47

A excelência na prestação do serviço de distribuição do gás natural canalizado no estado do Rio Grande do Norte é a principal meta da Companhia Potiguar de Gás. Trabalhando nesse sentido, a empresa tem obtido reconhecimento por parte dos usuários. Prova disso é o crescimento de número de clientes que optam por interligar mais de uma unidade à rede de gasodutos da Potigás.

O proprietário da padaria Pão e Cia, José de Anchieta Coelho, conta que as duas unidades da empresa em Natal, nos bairros de Petrópolis e Ponta Negra, utilizam o gás natural canalizado e aprova o serviço prestado pela Potigás para a produção de 300 produtos fabricados diariamente com receitas próprias e fermentação natural.

“Só tenho elogios porque sei da seriedade da empresa tanto na medição como na qualidade do produto. E o combustível é completo: tem mais segurança porque chega pela tubulação, então implica em mais tranquilidade para o cliente, além da economia“, afirma o empresário que dirige a franquia em Natal há 31 anos.

Já o empresário Fernando Castro, dono da Massa Finna Pizzaria, que já conta com duas unidades em Natal, sendo uma fábrica e uma loja em Mirassol, já garantiu o gás natural canalizado em sua mais nova pizzaria que está prestes a abrir no bairro de Lagoa Nova.

“O atendimento prestado pelos consultores é excelente, além dos benefícios do gás natural canalizado como a praticidade pois não precisa estocar em cilindros nem controlar esse estoque”, destaca o proprietário dos estabelecimentos.

A Potigás atende mais de 500 estabelecimentos no segmento comercial, sendo restaurantes, bares, padarias, pizzarias, shoppings, supermercados, lavanderias, hospitais, clínicas, entre outros. As aplicações vão desde a cocção de alimentos até climatização e geração de energia elétrica.

 

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar