acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Moagem de cana despenca, mas usineiros garantem etanol nos postos

10/05/2012 | 16h56
Na safra atual, a quantidade de cana-de-açúcar processada até 1º de maio pelas usinas do Centro-Sul do país totalizou 13,9 milhões de toneladas. O resultado representa um recuo de 41,7% na produção, em comparação com o mesmo período do ano passado (24 milhões de toneladas). O balanço é da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica).

O número de usinas em operação também caiu. Até 1º de maio, havia 149 usinas ativas no Centro-Sul, contra 212 no mesmo período do ano passado. Para o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, além do menor número de plantas em atividade, as chuvas de abril também prejudicaram a produção.

No acumulado do início da safra até agora, o percentual de cana-de-açúcar transformada em etanol alcançou 61,55%, ou 539,57 milhões de litros. Os números indicam uma queda de 40,4% da produção em relação a 2011. Foram destilados 74,98 milhões de litros de etanol anidro (-77,6% em relação ao ano anterior) e 464,58 milhões de litros de etanol hidratado (-18,4%). A fabricação de açúcar, por sua vez, somou 541,5 mil toneladas, declínio de 33,7% em relação às 817,5 mil toneladas produzidas no mesmo período de 2011.

Mas a entidade que representa os usineiros garante que, apesar da queda da produção, não vai faltar álcool para ser misturado à gasolina. “Ao setor sucroenergético cabe apenas garantir que a disponibilidade de [etanol] anidro para o abastecimento regular do mercado será plenamente atendida em qualquer cenário de mistura [de etanol à gasolina]”, disse Rodrigues.


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar