acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Mistura de álcool na gasolina pode ser reduzida

20/10/2009 | 09h52
O governo federal está analisando a redução da mistura de álcool anidro na gasolina. A ideia poderá ser posta em prática caso se verifique risco de desabastecimento do combustível durante a entressafra da cana no Centro-Sul do país. " Não há nada que indique ainda risco de desabastecimento " , disse Manoel Vicente Bertone, secretário de produção e agroenergia do Ministério da Agricultura.


O índice de mistura atual de anidro na gasolina é de 25%. Se houver necessidade, o percentual da mistura será diminuído para 20%, de acordo com a proposta que está em estudo. Isso significaria uma " economia " de 100 milhões de litros de álcool anidro durante a entressafra.


" O governo reúne-se a cada 15 dias com representantes das usinas, distribuidoras e ANP [Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis] para discutir o quadro de oferta e demanda nacional. Por enquanto, não há necessidade de redução da mistura " , disse Bertone.


Há cerca de 15 dias, a paridade entre os preços do álcool produzido nos Estados Unidos, líder mundial na fabricação do combustível, e do Brasil indicava maior vantagem para a importação do etanol americano. De acordo com o dirigente do Ministério da Agricultura, os preços no começo do mês de outubro mostravam que a importação do álcool produzido pelos americanos estava mais vantajosa que as cotações do combustível no mercado interno. Por enquanto, não houve registros de importação de etanol.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar