acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
WorkBoat South America 2012

Mercado de apoio marítimo terá evento internacional no Rio na sexta-feira

01/08/2012 | 11h24

 

WorkBoat South America 2012 
Mercado de apoio marítimo terá evento internacional no Rio na sexta-feira
A conferência internacional WorkBoat South America 2012 acontecerá em paralelo à Navalshore e reunirá experts brasileiros e estrangeiros para discutir o cenário atual e os desafios para o desenvolvimento da atividade de apoio marítimo no Brasil.
O objetivo é fomentar a discussão em torno das soluções práticas para o crescimento sustentável e ganho de competitividade da atividade. Especialistas brasileiros e estrangeiros participarão de uma série de palestras que abordarão o cenário atual e ações necessárias para o desenvolvimento da atividade de apoio no país. 
Um dos destaques da WorkBoat South America 2012 será a palestra ministrada pelo gerente de Contas Marítimas da Wärtsilä do Brasil, Rodrigo Brito, que apresentará o Conceito de Perda Mínima para Navios ou The Low Lost Concept, com é conhecido internacionalmente - e que foi desenvolvido pela empresa -fazendo uma comparação com sistemas regulares utilizado nas embarcações brasileiras. 
"O conceito está ligado à parte elétrica das embarcações. Nas instalações de transformadores padrões, a energia gerada é em média tensão e precisa passar por algumas etapas antes de chegar ao driver final. Com o The Low Lost Concept a energia já é gerada em baixa tensão e segue direto para o driver final. O sistema garante mais agilidade no processo e um menor consumo de energia, pois a perda, entre um processo e outro, não existe, resultando em melhorias até para o meio ambiente", afirma Brito.
Já a Wilson Sons, empresa com mais de 175 anos de existência e com quase duas décadas de atuação no setor portuário e marítimo no Brasil, fará uma apresentação sobre os desafios do crescimento da indústria naval e offshore, aproveitando sua experiência no estaleiro Wilson, Sons, no Guarujá (SP), que no ano passado entregou seis embarcações, entre rebocadores e PSV’s (Platorm Support Vessel) e que está dedicado à construção de um ROVSV (Remotely Operated Vehicle Support Vessel). Para a construção desta embarcação e de outras unidades de grande porte, o estaleiro recebeu investimentos de R$ 95 milhões para aumentar sua capacitar estrutural. As obras contemplam a construção de um dique seco com 135 metros de comprimento por 26 de largura.  
As inscrições para o WorkBoat South America 2012 são gratuitas para visitantes do evento com um limite de  80 participantes. As inscrições devem ser feitas diretamente no site www.navalshore.com.br 

A conferência internacional WorkBoat South America 2012 acontecerá em paralelo à Navalshore e reunirá experts brasileiros e estrangeiros para discutir o cenário atual e os desafios para o desenvolvimento da atividade de apoio marítimo no Brasil.

 


O objetivo é fomentar a discussão em torno das soluções práticas para o crescimento sustentável e ganho de competitividade da atividade. Especialistas brasileiros e estrangeiros participarão de uma série de palestras que abordarão o cenário atual e ações necessárias para o desenvolvimento da atividade de apoio no país. 

 


Um dos destaques da WorkBoat South America 2012 será a palestra ministrada pelo gerente de Contas Marítimas da Wärtsilä do Brasil, Rodrigo Brito, que apresentará o Conceito de Perda Mínima para Navios ou The Low Lost Concept, com é conhecido internacionalmente - e que foi desenvolvido pela empresa -fazendo uma comparação com sistemas regulares utilizado nas embarcações brasileiras. 

 


"O conceito está ligado à parte elétrica das embarcações. Nas instalações de transformadores padrões, a energia gerada é em média tensão e precisa passar por algumas etapas antes de chegar ao driver final. Com o The Low Lost Concept a energia já é gerada em baixa tensão e segue direto para o driver final. O sistema garante mais agilidade no processo e um menor consumo de energia, pois a perda, entre um processo e outro, não existe, resultando em melhorias até para o meio ambiente", afirma Brito.

 


Já a Wilson Sons, empresa com mais de 175 anos de existência e com quase duas décadas de atuação no setor portuário e marítimo no Brasil, fará uma apresentação sobre os desafios do crescimento da indústria naval e offshore, aproveitando sua experiência no estaleiro Wilson, Sons, no Guarujá (SP), que no ano passado entregou seis embarcações, entre rebocadores e PSV’s (Platorm Support Vessel) e que está dedicado à construção de um ROVSV (Remotely Operated Vehicle Support Vessel). Para a construção desta embarcação e de outras unidades de grande porte, o estaleiro recebeu investimentos de R$ 95 milhões para aumentar sua capacitar estrutural. As obras contemplam a construção de um dique seco com 135 metros de comprimento por 26 de largura.  

 


As inscrições para o WorkBoat South America 2012 são gratuitas para visitantes do evento com um limite de  80 participantes. As inscrições devem ser feitas diretamente no site www.navalshore.com.br 



Fonte: Redação TN
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar