acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo

Mais prazo para exploração

28/09/2009 | 03h13
APetrobras conseguiu junto à Agência Nacional do Petróleo (ANP) a prorrogação de prazos exploratórios de 19 blocos nas bacias de Santos, Jequitinhonha e Camamu-Almada. As concessões fazem parte de extenso pacote apresentado pela Petrobras no ano passado, sob a justificativa de que não havia sondas de perfuração disponíveis no mercado. Agora, o argumento ganhou força com o empréstimo de duas unidades da estatal para a ANP até o fim do ano.


Duas áreas contempladas estão próximas a descobertas do pré-sal. O primeiro lote analisado, ainda em 2008, incluía todas as áreas do pré-sal na Bacia de Santos e teve os pedidos de prorrogação negados pela ANP. Agora, a ata da reunião do último dia 16 da diretoria da agência inclui, entre os motivos para garantir a extensão, a realocação de duas sondas contratadas pela estatal para perfurações que serão feitas pela ANP - trabalho que faz parte do esforço para confirmar os 5 bilhões de barris de petróleo que serão usados na capitalização da Petrobras.



jubarte. O lote atual inclui o bloco BM-S-50, em Santos, próximo às descobertas do pré-sal de Corcovado e Bem-Te-Vi; e o BM-C-25, em Campos, colado ao Parque das Baleias, onde está o campo de Jubarte, primeira produção do pré-sal brasileiro. O primeiro ganhou prazo adicional até agosto de 2015 e o segundo, até dezembro de 2013. O prazo mais longo concedido pela agência foi dezembro de 2015.


Caso não haja a comprovação de reservas comerciais nas áreas até o fim do prazo, a Petrobrás e seus sócios têm de devolver as áreas à ANP. Desde 2007, a Petrobras e seus parceiros vêm reclamando da dificuldade em obter contratos para sondas de águas profundas no mercado internacional. No ano passado, a companhia contratou 12 unidades, que estão sendo construídas em estaleiros estrangeiros. Agora, prepara-se para lançar a encomenda de 28 novas embarcações junto à indústria nacional. No fim do ano, será desfalcada de duas sondas, que serão emprestadas à ANP.


Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar