acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Liquidez no mercado livre de energia cresce 7,7% em dezembro

04/02/2014 | 11h52

 

O InfoLiquidez, relatório da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) que analisa a liquidez do mercado livre de energia, aponta alta de 7,7% na liquidez dos contratos de compra e venda entre dezembro de 2013 e o mesmo mês de 2012. O índice de rotatividade – que, utilizado para medir a liquidez do mercado, representa uma média de quantas vezes um contrato troca de mãos antes de ser liquidado – passou de 2,44 para 2,63 no período. Já entre novembro e dezembro de 2013 houve uma pequena queda de 1,6%, com variação do indicador de 2,67 para 2,63.
Ainda comparando dezembro de 2013 com o mesmo mês do ano anterior, a rotatividade cresceu tanto para os contratos de energia convencional quanto incentivada (proveniente de pequenas centrais hidrelétricas, usinas a biomassa e parques eólicos).
No caso da energia convencional o índice de liquidez passou de 2,40 para 2,60 entre dezembro de 2012 e dezembro de 2013 – uma alta de 8,6%. Já o crescimento da rotatividade da energia incentivada no período de 2,66 para 2,75, o que representou elevação de 3,4%.
Na variação mensal, entre novembro e dezembro de 2013, foram registradas pequenas quedas na rotatividade de ambas as modalidades de contratos. A variação negativa foi de, respectivamente, 1,3% (de um índice 2,64 para 2,60) no caso da energia convencional e de 2,5% (2,83 para 2,75) para energia incentivada.

O InfoLiquidez, relatório da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) que analisa a liquidez do mercado livre de energia, aponta alta de 7,7% na liquidez dos contratos de compra e venda entre dezembro de 2013 e o mesmo mês de 2012. O índice de rotatividade – que, utilizado para medir a liquidez do mercado, representa uma média de quantas vezes um contrato troca de mãos antes de ser liquidado – passou de 2,44 para 2,63 no período. Já entre novembro e dezembro de 2013 houve uma pequena queda de 1,6%, com variação do indicador de 2,67 para 2,63.

Ainda comparando dezembro de 2013 com o mesmo mês do ano anterior, a rotatividade cresceu tanto para os contratos de energia convencional quanto incentivada (proveniente de pequenas centrais hidrelétricas, usinas a biomassa e parques eólicos).

No caso da energia convencional o índice de liquidez passou de 2,40 para 2,60 entre dezembro de 2012 e dezembro de 2013 – uma alta de 8,6%. Já o crescimento da rotatividade da energia incentivada no período de 2,66 para 2,75, o que representou elevação de 3,4%.

Na variação mensal, entre novembro e dezembro de 2013, foram registradas pequenas quedas na rotatividade de ambas as modalidades de contratos. A variação negativa foi de, respectivamente, 1,3% (de um índice 2,64 para 2,60) no caso da energia convencional e de 2,5% (2,83 para 2,75) para energia incentivada.

 



Fonte: Ascom CCEE
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar