acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Light defende que multas sejam revertidas para os consumidores

15/12/2009 | 09h20
O presidente da distribuidora de energia fluminense Light, José Luiz Alquéres, defendeu ontem que o dinheiro oriundo de multas aplicadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) às distribuidoras não seja destinado ao Tesouro Nacional.


"Acho que qualquer multa, em qualquer serviço público, não deve alimentar a base tributária do governo, deve ser alguma coisa que reverta em benefício da sociedade", afirmou, ao participar de almoço com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).


Segundo Alquéres, já existe uma compensação feita aos consumidores que foram afetados por interrupções no fornecimento de luz, que é feita apenas no ano seguinte. "Agora estão pensando em aparentemente passar isso para o mês seguinte", explicou.


A Light está avaliando se recorrerá da multa de R$ 3,9 milhões, aplicada pela Aneel como punição às interrupções de energia ocorridas em 2008. Em relação aos blecautes ocorridos no mês passado, Alquéres esclareceu que a agência reguladora fez visita de fiscalização, e que será elaborado um relatório a respeito disso.


Alquéres reafirmou que a Light vem investindo o suficiente na manutenção e modernização da rede, e que, apesar de seguidos apagões terem afetado diversos bairros do Rio recentemente, o padrão de serviço oferecido pela companhia é um dos melhores do Brasil.


"A população de Ipanema e Leblon tem o melhor padrão de energia elétrica do Brasil. Esse padrão é dez vezes melhor do que a média da Light, que é melhor do que a média do Sudeste, igualado apenas por três ou quatro empresas", concluiu.


Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar