acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Investimento externo na China cresce 16,1% em janeiro

18/02/2014 | 09h47

 

O investimento externo direto na China aumentou 16,1% em janeiro, somando US$ 10.76 milhões, anunciou hoje (18) o Ministério do Comércio chinês. Quase 90% desse valor - US$ 9.55 milhões - vieram de um conjunto de dez países e regiões asiáticas, principalmente Hong Kong, Taiwan, o Japão, a Tailândia e Cingapura.
Comparado a janeiro de 2013, o investimento proveniente daquele grupo de países e regiões aumentou 22,2%, enquanto o da União Europeia caiu 41,25%. O investimento oriundo dos Estados Unidos cresceu 34,9%, para US$ 369 milhões. A área de serviços atraiu US$ 6.330 milhões, correspondendo a 58,8% do total.
Os números "mostram a confiança dos investidores internacionais" na economia chinesa, disse um apresentador da Televisão Central da China. Este foi o segundo indicador importante divulgado pela China em uma semana.
Na terça-feira passada (11), a Administração Geral das Alfândegas Chinesas anunciou que o comércio externo do país cresceu 10.3% no primeiro mês do ano, para US$ 382.4 milhões, com saldo de US$ 31.86 milhões favorável à China.
Também em janeiro de 2014, o investimento da China fora de suas fronteiras aumentou 47,2% em relação ao mesmo período do ano passado, para US$ 7.23 milhões.
A China é a segunda economia mundial, superada apenas pelos Estados Unidos, e o primeiro exportador. Em 2013, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu 7,7%, excedendo a meta de "cerca de 7,5%" preconizada pelo governo.

O investimento externo direto na China aumentou 16,1% em janeiro, somando US$ 10.76 milhões, anunciou hoje (18) o Ministério do Comércio chinês. Quase 90% desse valor - US$ 9.55 milhões - vieram de um conjunto de dez países e regiões asiáticas, principalmente Hong Kong, Taiwan, o Japão, a Tailândia e Cingapura.

Comparado a janeiro de 2013, o investimento proveniente daquele grupo de países e regiões aumentou 22,2%, enquanto o da União Europeia caiu 41,25%. O investimento oriundo dos Estados Unidos cresceu 34,9%, para US$ 369 milhões. A área de serviços atraiu US$ 6.330 milhões, correspondendo a 58,8% do total.

Os números "mostram a confiança dos investidores internacionais" na economia chinesa, disse um apresentador da Televisão Central da China. Este foi o segundo indicador importante divulgado pela China em uma semana.

Na terça-feira passada (11), a Administração Geral das Alfândegas Chinesas anunciou que o comércio externo do país cresceu 10.3% no primeiro mês do ano, para US$ 382.4 milhões, com saldo de US$ 31.86 milhões favorável à China.

Também em janeiro de 2014, o investimento da China fora de suas fronteiras aumentou 47,2% em relação ao mesmo período do ano passado, para US$ 7.23 milhões.

A China é a segunda economia mundial, superada apenas pelos Estados Unidos, e o primeiro exportador. Em 2013, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu 7,7%, excedendo a meta de "cerca de 7,5%" preconizada pelo governo.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar