acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio Oil & Gas 2014

IBP lança Agenda Prioritária da Indústria de Petróleo, Gás e Biocombustíveis

16/09/2014 | 06h19
IBP lança Agenda Prioritária da Indústria de Petróleo, Gás e Biocombustíveis
IBP IBP

 

O IBP (Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) lançou no primeiro dia da Rio Oil&Gas 2014 a Agenda Prioritária da Indústria de Petróleo, Gás e Biocombutíveis 2014-2015. O documento reúne as questões prioritárias para estimular a competitividade do setor.

 

Os principais temas e desafios que movem atualmente a indústria no Brasil e as propostas do IBP para cada um deles são tratados na Agenda, que apresenta ainda um cenário da área no país e no mundo. São contempladas as áreas de Exploração e Produção (E&P), Abastecimento e Refino, Gás Natural e GLP, Tecnologia e Sustentabilidade.

“Foi um trabalho cuidadoso envolvendo todas as áreas. O documento será entregue a atores que atuam no setor e aos presidenciáveis. A Agenda, inédita, traduz o espírito do IBP: somos a casa da indústria de petróleo e gás e a casa da busca do consenso e da conciliação”, afirmou João Carlos de Luca, presidente do IBP.

 

O secretário geral do Instituto, Milton Costa Filho, enfatizou que o órgão é “um bom termômetro para saber o que está acontecendo na indústria do petróleo”. Para Costa, a Agenda ajuda a equacionar questões importantes para aumentar a atratividade do Brasil na disputa global por investimentos.

 

“O IBP cumpre seu papel de jogar luz e trazer com clareza à sociedade as questões mais importantes para o setor”, afirmou Antônio Guimarães, secretário executivo de E&P do IBP. Nesse capítulo, são abordadas questões como a importância de o país ter um calendário fixo de rodadas de ofertas de área para E&P, a evolução do modelo vigente de conteúdo local, adequação da cláusula de pesquisa e desenvolvimento à atual, aperfeiçoamentos no marco regulatório do pré-sal, licenciamento ambiental, segurança operacional e capacitação de mão de obra.

 

José Augusto Dutra Nogueira, diretor do IBP, destacou a importância de os preços no mercado brasileiro de combustíveis serem internacionalmente competitivos. Também diretor do IBP, Maurício Figueiredo, enfatizou o objetivo da Agenda. “O fortalecimento da indústria em atuação no Brasil é o nosso propósito final com esta Agenda”.



Fonte: Assessoria de Imprensa Rio Oil&Gas Expo and Conference
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar