acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-Sal

IBP comemora a indicação de Pedrosa para a presidência da PPSA

15/10/2013 | 11h31
IBP comemora a indicação de Pedrosa para a presidência da PPSA
Presidente do IBP, João Carlos De Luca. TN Petróleo Presidente do IBP, João Carlos De Luca. TN Petróleo

 

O Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocmbustíveis (IBP) comemorou a escolha de Oswaldo Pedrosa para a presidência da Pré-Sal Petróleo S/A (PPSA). O nome do executivo, que atualmente é gerente de produção da petroleira HRT, 
foi anunciado na segunda-feira (14) pelo ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, junto com os diretores da estatal
.
"Parabenizamos o governo pela composição do excelente quadro técnico que irá comandar a PPSA", afirmou em nota para a TN Petróleo o presidente do IBP, João Carlos De Luca. " A escolha de Oswaldo Pedrosa para a presidência da empresa é muito bem-vinda. É um profissional respeitado e reconhecido na indústria de óleo e gás e com profundo conhecimento do setor. Temos a certeza de que ele terá papel fundamental na consolidação desta nova companhia, que será estratégica na gestão e fiscalização dos campos do pré-sal sob o novo modelo de partilha", concluiu.
Diretoria:
Presidente: Oswaldo Pedrosa - Graduou-se em engenharia mecânica pela Universidade Federal Fluminense. Entrou na Petrobras em 1973, quando se especializou em engenharia do petróleo. Fez mestrado em engenharia mecânica na COPPE/UFRJ e doutorado em engenharia de petróleo na Universidade de Stanford, na Califórnia. Trabalhou por 25 anos no Centro de Pesquisa da Petrobras – CENPES, nos diversos segmentos da indústria do petróleo. Foi Superintendente de Desenvolvimento da Produção na Agência Nacional do Petróleo até 2003. Foi Diretor-Adjunto da Organização Nacional da Indústria do Petróleo – ONIP e trabalhou em diversas empresas privadas, como Quantra, Aurizônia, Potióleo e HRT, aonde atuava até ser convidado para dirigir a PPSA.
Diretor Técnico e de Fiscalização: Edson Yoshihito Nakagawa - Formou-se em engenharia civil pela Escola de Engenharia de Piracicaba, tendo feito mestrado em engenharia de petróleo pela Universidade de Ouro Preto e doutorado também em engenharia do petróleo pela Universidade do Estado da Louisiania. Edson entrou em 1980 na Petrobras, onde atuou por 20 anos, em diversas atividades técnicas e gerenciais. Entre 2000 e 2012, trabalhou na CSIRO, na Austrália, onde liderou as pesquisas na área de petróleo e energia geotérmica. Atuava como líder do Centro de Excelência em Sistemas Submarinos na GE, até ser convidado para assumir uma das funções de direção na PPSA.
Diretor de Gestão de Contratos: Renato Marcos Darros de Matos - Graduou-se em geologia pela Universidade de Brasília. Concluiu seu doutorado em ciências geológicas na Universidade de Cornell, em Nova York em 1992. Iniciou suas atividades profissionais na Petrobras, como geofísico em 1980, tendo permanecido na empresa até 2001, quando passou a atuar na iniciativa privada. Trabalhou nas empresas Aurizônia, Quantra, Petrobras Internacional Braspetro BV na Libia e na Imetame, empresa que atuava como diretor até ser convidado para atuar na direção da PPSA.
Diretor de Administração Controle e Finanças: Antonio Cláudio Pereira da Silva - Graduou-se em ciências contábeis e administrativas pela Faculdade Moraes Júnior, no Rio de janeiro. Fez pós-graduação em gestão avançada pelo INSEAD – França. Trabalha nas áreas financeira e de controle nos últimos 42 anos, 38 dos quais no setor de petróleo. Atuou na Petrobras de 1976 até 2011, quando iniciou sua atividade na iniciativa privada. Sua última função, antes de ser convidado para participar da direção da PPSA era de diretor financeiro e de governança da Barra Energia Petróleo e Gás.

O Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) comemorou a escolha de Oswaldo Pedrosa para a presidência da Pré-Sal Petróleo S/A (PPSA). O nome do executivo, que atualmente é gerente de produção da petroleira HRT, foi anunciado na segunda-feira (14) pelo ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, junto com os diretores da estatal.

"Parabenizamos o governo pela composição do excelente quadro técnico que irá comandar a PPSA", afirmou em nota para a TN Petróleo o presidente do IBP, João Carlos De Luca. "A escolha de Oswaldo Pedrosa para a presidência da empresa é muito bem-vinda. É um profissional respeitado e reconhecido na indústria de óleo e gás e com profundo conhecimento do setor. Temos a certeza de que ele terá papel fundamental na consolidação desta nova companhia, que será estratégica na gestão e fiscalização dos campos do pré-sal sob o novo modelo de partilha", concluiu.

Lobão afirmou, durante o anúncio da diretoria, que a escolha dos quatro dirigentes da empresa pautou-se exclusivamente por critérios técnicos. “Reunimos muitos nomes, em relação aos quais fizemos um processo de depuração quanto a competência, e chegamos a  essa escolha”, acentuou.


Diretoria:

Presidente: Oswaldo Pedrosa - Graduou-se em engenharia mecânica pela Universidade Federal Fluminense. Entrou na Petrobras em 1973, quando se especializou em engenharia do petróleo. Fez mestrado em engenharia mecânica na COPPE/UFRJ e doutorado em engenharia de petróleo na Universidade de Stanford, na Califórnia. Trabalhou por 25 anos no Centro de Pesquisa da Petrobras – CENPES, nos diversos segmentos da indústria do petróleo. Foi Superintendente de Desenvolvimento da Produção na Agência Nacional do Petróleo até 2003. Foi Diretor-Adjunto da Organização Nacional da Indústria do Petróleo – ONIP e trabalhou em diversas empresas privadas, como Quantra, Aurizônia, Potióleo e HRT, aonde atuava até ser convidado para dirigir a PPSA.

Diretor Técnico e de Fiscalização: Edson Yoshihito Nakagawa - Formou-se em engenharia civil pela Escola de Engenharia de Piracicaba, tendo feito mestrado em engenharia de petróleo pela Universidade de Ouro Preto e doutorado também em engenharia do petróleo pela Universidade do Estado da Louisiania. Edson entrou em 1980 na Petrobras, onde atuou por 20 anos, em diversas atividades técnicas e gerenciais. Entre 2000 e 2012, trabalhou na CSIRO, na Austrália, onde liderou as pesquisas na área de petróleo e energia geotérmica. Atuava como líder do Centro de Excelência em Sistemas Submarinos na GE, até ser convidado para assumir uma das funções de direção na PPSA.

Diretor de Gestão de Contratos: Renato Marcos Darros de Matos - Graduou-se em geologia pela Universidade de Brasília. Concluiu seu doutorado em ciências geológicas na Universidade de Cornell, em Nova York em 1992. Iniciou suas atividades profissionais na Petrobras, como geofísico em 1980, tendo permanecido na empresa até 2001, quando passou a atuar na iniciativa privada. Trabalhou nas empresas Aurizônia, Quantra, Petrobras Internacional Braspetro BV na Libia e na Imetame, empresa que atuava como diretor até ser convidado para atuar na direção da PPSA.

Diretor de Administração Controle e Finanças: Antonio Cláudio Pereira da Silva - Graduou-se em ciências contábeis e administrativas pela Faculdade Moraes Júnior, no Rio de janeiro. Fez pós-graduação em gestão avançada pelo INSEAD – França. Trabalha nas áreas financeira e de controle nos últimos 42 anos, 38 dos quais no setor de petróleo. Atuou na Petrobras de 1976 até 2011, quando iniciou sua atividade na iniciativa privada. Sua última função, antes de ser convidado para participar da direção da PPSA era de diretor financeiro e de governança da Barra Energia Petróleo e Gás.



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação
Autor: Karolyna Gomes
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar