acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pessoas

Graça Foster assumirá a presidência da Petrobras

10/02/2012 | 09h53
Graça Foster assumirá a presidência da Petrobras
Graça Foster assumirá a presidência da Petrobras Graça Foster assumirá a presidência da Petrobras
O Conselho de Administração da Petrobras elegeu na última quinta-feira (9) Maria das Graças Silva Foster como presidente da Petrobras. A executiva substitui José Sergio Gabrielli de Azevedo, que permanece no cargo até a próxima segunda-feira (13), quando ocorrerá a cerimônia de posse.

Gabrielli está se desligando do Conselho de Administração da companhia, que elegeu Graça Foster como nova conselheira. Essa eleição, conforme dispõem a Lei das Sociedades Anônimas e o Estatuto Social da Petrobras, é válida até a próxima Assembleia Geral de Acionistas.

Maria das Graças Silva Foster trabalha há 31 anos na Petrobras, onde atua como diretora da Área de Gás e Energia e como presidente da Petrobras Gás S.A- Gaspetro, desde 2007. É graduada em Engenharia Química pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com mestrado em Engenharia Química, pós-graduação em Engenharia Nuclear pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ), e MBA em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/RJ).

Além de diversos cargos executivos na estatal, Graças Foster já atuou como presidente da Petrobras Química S.A. (Petroquisa), e como presidente e diretora Financeira da Petrobras Distribuidora S.A. É presidente dos Conselhos de Administração da Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A (TBG), e da Transportadora Associada de Gás S.A (TAG) e membro dos Conselhos  da Petrobras Transporte S.A. (Transpetro), da Petrobras Biocombustível S.A. e da Braskem S.A.

Em sua carreira, ainda exerceu a função de secretária de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia, de janeiro de 2003 a setembro de 2005.


Mudanças na Diretoria Executiva

Confirmando o que havia sido dito pela imprensa anteriormente, o Conselho de Administração da estatal aprovou a criação de uma nova diretoria que cuidará da Organização, Gestão e Governança; Recursos Humanos; Segurança Meio Ambiente, Eficiência Energética e Saúde e Serviços Compartilhados. O diretor responsável ainda não foi anunciado, mas segundo declarações do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, o ex-presidente José Eduardo Dutra é um dos mais cotados para o cargo.

A criação dessa nova Diretoria será submetida à deliberação dos acionistas da Companhia em Assembleia Geral Extraordinária, a ser oportunamente convocada.

Quem assume a diretoria de Exploração e Produção no lugar de Guilherme Estrella é o atual gerente executivo de Exploração e Produção - pré-sal, José Miranda Formigli Filho.

Formigli é engenheiro civil, formado pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), pós-graduado em análise matricial de estruturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e tem MBA em Gestão Empresarial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppead). Com experiência de 29 anos na companhia, já ocupou diversas posições gerenciais, todas relacionadas à área de E&P. Em 2008, José Formigli foi nomeado gerente executivo da área criada para o planejamento e desenvolvimento das descobertas do pré-sal, ficando responsável pela gestão de todo o programa de desenvolvimento da produção dessas áreas.

O indicado para assumir a diretoria de Gás e Energia no lugar de Graça Foster é o atual gerente executivo de Operações e Participações em Energia, José Alcides Santoro Martins. Engenheiro civil, formado pela Universidade de São Paulo (USP), o executivo é pós-graduado em Geotecnia pela PUC-Rio e pós-graduado em Planejamento de Sistemas Energéticos pela Unicamp.

Com experiência de 32 anos na companhia, assumiu diversos cargos gerenciais, além de ser membro do Conselho de Administração de diversas subsidiárias da Companhia. Foi também diretor de Tecnologias do Centro de Tecnologias do Gás e Energia Renováveis (CTGAS-ER) de fevereiro de 2004 a maio de 2005 e diretor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) no período entre maio de 2005 e junho de 2006.


Fonte: Redação/ Assessori
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar