acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Gasolina pode ir a R$ 2,96, se confirmada alta

17/09/2013 | 10h25

 

Em queda nas últimas quatro semanas, no Ceará, o preço médio do litro da gasolina, hoje em torno de R$ 2,808, tende a se estabilizar, pelo menos até o próximo dia 21, data em que o próprio governo Federal já admite a possibilidade de reajuste nos preços do combustível, da ordem de 8%, nas refinarias para as distribuidoras e daí para os postos de distribuição. Para o consumidor final, o aumento deve girar em torno de 6%, tendo em vista que na composição da gasolina comum, 25% são de álcool anidro.
Se o reajuste se confirmar, o preço médio do litro da gasolina no estado, pode saltar para até R$ 2,96, nos próximos 35 dias.
"Ainda não recebemos nada oficial do governo. Estamos no aguardo", respondeu o assessor técnico do Sindicato dos proprietário de Postos de Combustíveis do Ceará (Sindopostos-CE), José Antônio Costa. Segundo ele, o repasse do reajuste para o preço da gasolina na bomba será imediato, mas não integral, para o consumidor final.
Pesquisa
"Deve repercutir (O aumento) dois terços ou três quartos (dos 8%) para o consumidor", calcula Costa, sem apontar, no entanto, quanto efetivamente o consumidor terá de desembolsar, a mais, para abastecer o veículo e ajudar a Petrobras a cobrir o novo "rombo" em suas contas. "Ainda não temos parâmetros, (de reajuste definidos) porque o preço do álcool vem oscilando muito", justificou Costa.
No Ceará, o preço médio do litro da gasolina comum recuou R$ 0,03, passando de R$ 2,838, em meados de agosto, para os atuais R$ 2,808. Em Fortaleza, o preço médio do produto também baixou de R$ 2,781 para R$ 2,743, o correspondente a apenas 1,36%, no mesmo período, conforme pesquisa semanal realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na Capital cearense, porém, ainda há postos onde o produto pode ser encontrado por até R$ 2,67, o litro, a exemplos de dois estabelecimentos localizados nas avenidas Barão de Studart e Rogaciano Leite, ambas no lado leste da cidade.
Nordeste e Interior
Na média do Nordeste, em 1.610 postos pesquisados pela ANP, o preço médio da gasolina mantém-se praticamente inalterado, girando em torno de R$ 2,85, o litro, nos últimos 30 dias.
Já no interior do estado, de 17 municípios pesquisados pela ANP, nas últimas quatro semanas, em oito, o preço da gasolina comum já supera os R$ 3,00, por litro. No município de Ipú, o litro do combustível já chegou a R$ 3,148, antes do reajuste.
Etanol
Com consumo em baixa no Ceará, o etanol tem preço médio nas bombas, de R$ 2,33.

Em queda nas últimas quatro semanas, no Ceará, o preço médio do litro da gasolina, hoje em torno de R$ 2,808, tende a se estabilizar, pelo menos até o próximo dia 21, data em que o próprio governo Federal já admite a possibilidade de reajuste nos preços do combustível, da ordem de 8%, nas refinarias para as distribuidoras e daí para os postos de distribuição. Para o consumidor final, o aumento deve girar em torno de 6%, tendo em vista que na composição da gasolina comum, 25% são de álcool anidro.


Se o reajuste se confirmar, o preço médio do litro da gasolina no estado, pode saltar para até R$ 2,96, nos próximos 35 dias.


"Ainda não recebemos nada oficial do governo. Estamos no aguardo", respondeu o assessor técnico do Sindicato dos proprietário de Postos de Combustíveis do Ceará (Sindopostos-CE), José Antônio Costa. Segundo ele, o repasse do reajuste para o preço da gasolina na bomba será imediato, mas não integral, para o consumidor final.



Pesquisa


"Deve repercutir (O aumento) dois terços ou três quartos (dos 8%) para o consumidor", calcula Costa, sem apontar, no entanto, quanto efetivamente o consumidor terá de desembolsar, a mais, para abastecer o veículo e ajudar a Petrobras a cobrir o novo "rombo" em suas contas. "Ainda não temos parâmetros, (de reajuste definidos) porque o preço do álcool vem oscilando muito", justificou Costa.


No Ceará, o preço médio do litro da gasolina comum recuou R$ 0,03, passando de R$ 2,838, em meados de agosto, para os atuais R$ 2,808. Em Fortaleza, o preço médio do produto também baixou de R$ 2,781 para R$ 2,743, o correspondente a apenas 1,36%, no mesmo período, conforme pesquisa semanal realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na Capital cearense, porém, ainda há postos onde o produto pode ser encontrado por até R$ 2,67, o litro, a exemplos de dois estabelecimentos localizados nas avenidas Barão de Studart e Rogaciano Leite, ambas no lado leste da cidade.



Nordeste e Interior


Na média do Nordeste, em 1.610 postos pesquisados pela ANP, o preço médio da gasolina mantém-se praticamente inalterado, girando em torno de R$ 2,85, o litro, nos últimos 30 dias.


Já no interior do estado, de 17 municípios pesquisados pela ANP, nas últimas quatro semanas, em oito, o preço da gasolina comum já supera os R$ 3,00, por litro. No município de Ipú, o litro do combustível já chegou a R$ 3,148, antes do reajuste.



Etanol


Com consumo em baixa no Ceará, o etanol tem preço médio nas bombas, de R$ 2,33.

 



Fonte: Diário do Nordeste
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar