acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Hidreletricidade

Foz do Chapecó obtém licença de operação e inicia enchimento do seu reservatório

30/08/2010 | 09h28
A Licença de Operação (LO) que permite o funcionamento da usina hidrelétrica Foz do Chapecó foi emitida na noite da última quarta-feira (25), após cassação da liminar que impedia a liberação desse documento. Imediatamente foram iniciadas as operações para o fechamento das adufas, procedimento que durou das 21h até as 04h00 da manhã da última quinta-feira (26). Com a Licença de Operação em mãos, foi iniciado o enchimento do reservatório, que deve se estender pelos próximos 15 dias, segundo simulações feitas levando-se em conta o histórico da vazão média do rio Uruguai. A previsão é que a operação comercial da hidrelétrica ocorra até o final do mês de setembro deste ano.


A Licença de Operação deveria ter sido concedida há dois meses, mas uma liminar da Justiça Federal impediu que ela fosse emitida. O  IBAMA – Instituto Brasileiro de Meio Ambiente já havia realizado inspeções e vistorias finais na área do reservatório, condição obrigatória para a concessão da licença, entre os dias 7 e 12 de junho e posteriormente entre os dias 21 e 24 do mesmo mês.


Foz do Chapecó é uma das hidrelétricas incluídas no PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) lançado pelo governo Federal e está localizada no rio Uruguai, na divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, na região sudoeste de Santa Catarina, ocupando áreas entre os municípios de Águas de Chapecó (SC) e Alpestre (RS). Serão 855 MW de potência instalada distribuídos em 4 turbinas Francis. Quando estiver operando plenamente, a usina gerará energia elétrica suficiente para atender a 25% do consumo de energia de Santa Catarina ou a 18% do consumo do Rio Grande do Sul. Sua capacidade seria suficiente também para atender o consumo residencial de uma cidade de mais de 5 milhões de habitantes.
 
 
São investidores de Foz do Chapecó: CPFL Geração com 51%, Furnas 40% e CEEE com 9% do empreendimento. O investimento total é de R$ 2,6 bilhões.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar