acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Explosão em duto de petróleo deixa 27 mortos no México

20/12/2010 | 09h08
Explosão em duto de petróleo deixa 27 mortos no México
Explosão em duto de petróleo deixa 27 mortos no México Explosão em duto de petróleo deixa 27 mortos no México
A explosão de um duto da estatal Petróleos Mexicanos (Pemex), provocada aparentemente por roubo de combustível, deixou 27 mortos e 52 feridos, este domingo, na comunidade de San Martín Texmelucan (centro), informou o governo mexicano.


"Temos que lamentar 27 pessoas mortas, doze delas menores de idade, e 52 feridos", disse durante entrevista coletiva Laura Gurza, diretora de Defesa Civil da secretaria de governo (ministério do Interior) do México.


O balanço anterior dava conta de 22 mortos, mas este foi atualizado após a localização de cinco corpos nos escombros de casas totalmente carbonizadas.


O número de vítimas "é preliminar, pode aumentar à medida que continuarem os trabalhos de busca e resgate entre os escombros", disse, por sua vez, Francisco Blake, secretário de governo, que viajou ao local do incidente.


Segundo o governo local, a explosão destruiu 32 casas, danificou 83 casas e levou à evacuação de centenas de pessoas que viviam na região.


A explosão ocorreu após as 05h00 locais em uma comunidade do estadao de Puebla, onde no último ano se registraram "problemas importantes de roubo de combustível", informou a estatal Pemex.


De acordo com Valentín Meneses, secretário de governo do estado de Puebla, estado onde fica San Martín Texmelucan, a explosão ocorreu depois "que um bando de delinquentes perfurou os dutos da estatal Pemex (...). As ruas começaram a inundar, ocorreu uma faísca; eram rios de fogo os que víamos nas ruas".


A estatal Pemex confirmou, em comunicado, que a explosão foi provocada por "um incêndio nos dutos", e que o abastecimento de combustível para os mesmos foi cortado.


"Unidades de combate de incêndio da paraestatal foram ao local, bem como carros-tanque e moto-bombas para a recuperação do produto (...). O incêndio foi controlado e só estão queimando os resíduos do produto", informou a Pemex.


A zona do incidente está coberta por uma imensa nuvem de fumaça preta, que se espalha por dezenas de quilômetros e que chega até a cidade de Puebla, capital do estado de mesmo nome, situada a 32 km de distância.


Autoridades da Defesa Civil explicaram que a explosão quebrou vidraças de casas e duas dezenas de carros carbonizados em um raio de três quilômetros.


Os corpos de resgate, bombeiros e forças do Exército mexicano foram deslocados para a região para atender à emergência.


Segundo testemunhos de moradores, na comunidade onde ocorreu a explosão, situada 100 km a leste da Cidade do México, agem bandos criminosos que perfuram os dutos para vender o combustível a motoristas de caminhões que passam por estradas vizinhas.


Segundo as autoridades, nos últimos três anos multiplicou-se o roubo de combustível dos dutos da petroleira, chegando-se a detectar um desvio clandestino a cada três dias.


As perdas com as "ordenhas clandestinas", como são conhecidas no México esta atividade criminosa, são calculadas em pelo menos 10 bilhões de pesos (800 milhões de dólares) anuais.


Esta foi a explosão mais grave nas instalações da Pemex este ano. Em setembro passado, um incêndio na refinaria da companhia em Cadereyta (noroeste) matou dois trabalhadores.


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar