acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Golfo do México e o Brasil

É necessário reforçar segurança para evitar acidentes na exploração de petróleo

22/06/2010 | 08h47
É necessário reforçar segurança para evitar acidentes na exploração de petróleo
É necessário reforçar segurança para evitar acidentes na exploração de ... É necessário reforçar segurança para evitar acidentes na exploração de ...

O  melhor tratamento a ser dado para vazamentos como o ocorrido em um bloco exploratório da British Petroleum (BP), na parte americana do Golfo do México, é  tomar todos os cuidados para evitar que eles aconteçam.

 

 

A afirmação é do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, feita durante a apresentação do Plano de Negócios 2010-2014, que prevê investimentos de US$ 224 bilhões nos próximos cinco anos - média de US$ 44,8 bilhões por ano no período.

 

Ciente desta realidade, Gabrielli informou que, a partir do vazamento de milhares de barris de petróleo nas águas do Golfo, a estatal promoveu a revisão de todos os procedimentos preventivos adotados, a análise de todos os equipamentos e reforçou os mecanismos de acompanhamento dos procedimentos operacionais adotados.

 

Segundo Gabrielli, o acidente no Golfo do México é um acontecimento “trágico e lamentável” e que precisa ser estudado de forma detalhada para que se aprenda com ele.

 

“Mas o fato é que os dados já conhecidos indicam que foram realizados alguns procedimentos com padrões não adequados para aquela atividade na região”.

 


Gabrielli disse que o acidente no Golfo já ensina de forma clara que a prevenção é a principal iniciativa para evitá-lo.

 

“É por isso que entendemos que nossos procedimentos e nossa disciplina operacional precisam ser reforçados, e que nós precisamos dar ainda maior ênfase do que já damos aos cumprimento dos procedimentos prévios sobre cada atividade”.

 

O executivo entende que o acidente, nas proporções em que ele ocorreu, é um problema muito mais grave do que a resposta de curto prazo que seria necessária para esse tipo de situação.

 

“O melhor tratamento para o acidente é evitar que ele ocorra e eles podem ser evitados se trabalharmos preventivamente nas causas deles. Acreditamos que os nossos procedimentos e a nossa disciplina operacional a ele ligado podem evitá-los. Temos confiança de que o que estamos fazendo é o mais seguro que pode existir”.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar