acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia distribuída

CPH Brasil recebe aporte de fundo especializado

30/03/2016 | 16h01

Permitir que as empresas investidas ampliem de forma significativa o impacto positivo de seus negócios no desenvolvimento de uma economia de baixo impacto ambiental, com alta rentabilidade. Este é o principal objetivo do Fundo FIP INSEED FIMA – Fundo de Inovação em Meio Ambiente, gerido pela INSEED Investimento, e que tem R$ 165 milhões de capital comprometido para aporte em até 20 empresas do setor de tecnologias limpas, durante 4 anos. E que vem conseguindo excelentes resultados para as investidas.

Um bom exemplo é a CHP Brasil Indústria e Comércio de Geradores Ltda, do Rio de Janeiro, que desenvolve, produz e comercializa motogeradores a gás natural canalizado e biogás, para geração e cogeração de energia (eletricidade e vapor/frio). A empresa deve fechar 2016 com faturamento na casa de R$ 10 milhões de reais. Considerando que em 2011 a empresa faturou R$ 547 mil reais, será uma trajetória de crescimento muito significativo para os seus 10 anos de história.

A empresa possui múltiplas configurações de soluções para clientes que vão desde uso de biogás em fazendas produtoras de leite e cooperativas, shoppings (emergência, mas pode ser usado para resfriar ar condicionado), clubes recreativos e condomínios (aquecimento de piscinas) até centro de distribuição de varejo (produção de energia com biometano e que pode vir a resfriar as câmaras frias da unidade).

A empresa nasceu, em 2011, como um novo negócio entre os sócios da Arapongas Mecânica Pesada, empresa com 60 anos de mercado especializada na retífica de motores pesados, e da Gerastar, empresa com 17 anos de mercado, especializada na venda, locação e manutenção de geradores diesel.

Fabio França, diretor da CHP, explica que a empresa vende uma solução em eficiência energética no formato de projetos. “O foco é entender o contexto e oferecer uma solução adequada a cada cliente. Isso é feito a partir da inserção de elementos de cogeração nos projetos, algo hoje incomum no mercado de micro e pequena geração brasileiro”.

Tecnologia/ Inovação para diversificar a matriz energética  

O elevado preço da tarifa de eletricidade é um dos fatores representativos no chamado “custo Brasil”, que vem se tornado ainda maior nos últimos três anos. Isso se deve aos altos custos da geração térmica a gás natural e óleo diesel, que chegam a ser de 10 a 20 vezes superiores ao da geração hidráulica. Outro problema grave para parte do mercado é a falha na entrega de energia, isto é, a interrupção no fornecimento. Ela tornou-se recorrente nos últimos tempos e, de maneira geral, é um índice que piorou nas concessionárias, seja por insuficiência na geração ou por problemas na distribuição. Além do transtorno no período da falta de energia, com eventuais paradas de produção, para muitos setores as consequências são ainda maiores.

Entre as alternativas consideradas para diversificar a atual matriz energética e mitigar parcialmente os problemas vividos pelo consumidor, está a geração distribuída, que passou a ser discutida com maior intensidade no Brasil próximo ao final de 2000 e cujas iniciativas de governo começaram a ser implementadas no início da década atual. É sabido que a geração distribuída sozinha não é a soluçãopara todos os problemas, entretanto, trata-se de uma importante vertente complementar às demais, que proporciona diversificação e, consequentemente, aumento na segurança de suprimento.

Dentro da geração distribuída tem-se as fontes renováveis, com destaque para a solar fotovoltaica e a eólica, sendo que, em decorrência de seu posicionamento e condições climáticas, a maior expectativa no Brasil é para a fotovoltaica. Embora o apelo ambiental e a importância destas fontes na matriz energética, a intermitência da geração é uma característica comum inerente a ambas.

Nesse contexto, vem ganhando papel de destaque a geração distribuída a biogás e gás natural, que são soluções técnica e financeiramente viáveis com tecnologia local disponível. Trata-se de um segmento que entra definitivamente no planejamento energético oficial, o que consolida seu caminho para os próximos anos e décadas. É exatamente nesse segmento o foco da CHP e onde ela agrega diferenciais.

INSEED Investimentos 

A INSEED Investimentos é uma gestora de recursos focada em empresas inovadoras com alto potencial de crescimento. A experiência adquirida, empreendendo negócios inovadores, e os resultados obtidos na gestão de fundos de Capital Empreendedor fazem da INSEED pioneira e grande especialista em empresas inovadoras em early stage no Brasil. A companhia gere e multiplica valor para investidores e empreendedores e estimula a cultura empreendedora em todo o país.

Totaliza R$ 465 milhões sob gestão e um track record de resultados positivos, com mais de 45 investimentos nos últimos 12 anos, 14 desinvestimentos com retorno médio próximo a 30% a.a., e uma carteira remanescente que cresce 45% a.a. desde 2008.

Serviço:

Minas Gerais: Alameda Oscar Niemeyer, 1.033 - Sl. 601, Nova Lima – MG - CEP - 34000-000

São Paulo: Rua Amauri, 286 - 5º andar, Itaim - São Paulo – SP - CEP - 01448-000

Curitiba: Avenida Comendador Franco, 1.341, Jardim Botânico - Curitiba – PR - CEP - 80215-090

www.inseed.com.br

 

 



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar