acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás natural

Copergás: Marilan chega a Pernambuco e vai usar o gás natural em sua nova fábrica

14/02/2019 | 09h52

Além de optar por Pernambuco, a primeira fábrica da Marilan, fora do estado de São Paulo, escolheu o gás natural como combustível. Na manhã de terça-feira (12), o presidente da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás), André Campos, juntamente com o diretor técnico-comercial, José Waldir Ferrari, recebeu representantes do empreendimento para abordar os pontos iniciais do contrato de fornecimento de gás. De acordo com as projeções da distribuidora, a indústria, que será instalada no município de Igarassu, Região Metropolitana do Recife, deve iniciar a produção com um consumo médio de 10 mil metros cúbicos/dia de gás natural.

A expectativa, de acordo com a Gerência de Comercialização Veicular e Industrial (GCVI) da Copergás, é de que a interligação da unidade ocorra até janeiro de 2020. Pelos levantamentos iniciais, o gás natural vai abastecer quatro fornos para preparação de biscoitos: crackers, maisenas, recheados e wafers. O volume de uso do combustível deve chegar a 20 mil metros cúbicos/dia, após três anos de atividades, revela o assistente da Diretoria Técnica Comercial da Copergás, Fábio Morgado.

Participaram do encontro, pela Marilan, o diretor administrativo, Alex Souza, o gerente financeiro, Manoel Barbosa, e o gerente de manutenção, Vlamir Barriento. Ainda integraram o grupo, pela Castro Projetos e Consultoria, a gerente de projetos, Renata Sobreira, e o diretor de novos negócios, Paulo Castro, além do coordenador de Novos Negócios da Copergás, Manoel Henrique. A Marilan tem 63 anos, possui 3,5 mil colaboradores e um faturamento de R$ 1 bilhão. É a segunda maior fabricante de biscoitos do Brasil com uma produção de 140 mil toneladas/ano.

A nova unidade da Marilan vai gerar 200 empregos diretos, optar por mão de obra local, maioria feminina, para atividades de empacotamento. Com um investimento de R$ 157,8 milhões, a Marilan de Pernambuco será instalada em uma área de 250 mil metros quadrados.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar