acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Consumo residencial e comercial de energia elétrica empata, pela primeira vez, com o das indústria

24/11/2009 | 13h38
O consumo nacional de energia elétrica na rede totalizou 33.722 gigawatts-hora (GWh) em outubro, o maior valor desde dezembro de 2008, indicando, ante outubro do ano passado, queda de -1,1%. No acumulado de 12 meses, a variação do consumo total em 2009 é de -1,8%. Os dados são da Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica, divulgada nesta terça-feira (24) pela Empresa de Pesquisa Energética – EPE.

 

O mercado interno tem determinado a dinâmica do consumo doméstico de energia elétrica. As classes residencial e comercial mantêm evolução positiva, enquanto o consumo industrial ainda apresenta variação negativa frente a 2008. Com isso, alterou-se, pela primeira vez, a estrutura do mercado brasileiro de energia elétrica, com a elevação das participações do consumo residencial e comercial em detrimento do consumo industrial.

 

No ano de 2008, a participação conjunta do consumo residencial e comercial no consumo total somava 39,6% contra uma participação de 46,2% do consumo industrial. Já em 2009, juntos, o consumo residencial e consumo comercial totalizam 42,5% enquanto a participação do consumo industrial encontra-se em 42,9%.


Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar