acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Cogeração atrai empresários da Colômbia

26/11/2009 | 09h49
Cresce o interesse dos empresários do setor sucroenergético da Colômbia em cogerar eletricidade a partir do bagaço da cana. A Organização Ardila Lulle, controladora da fábrica Providência, no Vale de La Cauca, acaba de inaugurar planta de cogeração com capacidade de 34 megawatts (MW), dos quais 14 MW serão para consumo próprio e os 20 MW restantes para vender no mercado. Segundo a publicação Portafolio, foram investidos US$ 50 milhões na planta.


Segundo a Assocana, que representa entidades de produtores de cana da Colômbia, dos seis milhões de toneladas de bagaço produzidos por ano, 85% são usados como combustível nas caldeiras das fábricas, e os demais 15% seguem como matéria-prima para a indústria de papel e celulose.


Em 2008, segundo a entidade, as fábricas colombianas tinham capacidade instalada de 155 MW, dos quais 102 MW foram processados e, deles, 94 MW foram para consumo próprio e o restante seguiu para venda ao mercado.


Fonte: Agroind
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar