acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Chuvas elevaram nível de geração hidráulica

13/09/2010 | 08h04

O regime de chuvas favorável de 2009 elevou a participação da geração hidráulica em 4,9% na matriz energética anual para 76,9% do total de 466,2 TWh, ou 358,5 TWh. Ao mesmo tempo, a geração de energia elétrica por combustíveis fósseis recuou 35,1% sendo o maior destaque para a queda para as termoelétricas movidas a gás natural com 65,2%, já as usinas a óleo combustível geraram 33,3% menos energia em 2009 do que em 2008.

 

Somada às importações de 40 TWh, a oferta interna de energia elétrica foi de 506,1 TWh, montante 0,2% superior a 2008. Contudo, o consumo final foi de 426,0 TWh, uma redução de 0,5% em comparação ao ano anterior. Esses dados foram divulgados no Balanço Energético Nacional 2010 (BEN 2010) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) na sexta-feira. A empresa destacou no documento que a oferta de energia elétrica no Brasil teve 85% de fontes renováveis.

 

Segundo os dados da EPE, o parque gerador nacional cresceu em 2 GW em potência instalada. Com isso, a capacidade das centrais de geração de energia elétrica do Brasil alcançou 106,215 GW ao final do ano passado. A fonte hidráulica respondeu por 64,7% do total adicionado em 2009.



Fonte: DCI
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar